Brasil
EM ALTA

Jovem de 19 anos é estuprada pelo cunhado e queimada viva pelo namorado em SP

Ela estava inconsciente ao ser violentada; ao flagrar estupro, namorado de Isabela a assassinou como vingança por tê-la 'visto na cama com outro'

SÃO PAULO – Uma jovem de 19 anos que aproveitava o Carnaval em Franco da Rocha, na Grande São Paulo, foi assassinada pelo namorado depois de ser estuprada pelo cunhado, durante um churrasco no último domingo. Isabela Miranda de Oliveira estava na festa, quando passou mal e foi levada desacordada para um quarto da casa onde tudo aconteceu.

Enquanto dormia, Isabela foi estuprada pelo próprio cunhado. Ao flagrar a cena, o namorado da vítima a espancou e ainda ateou fogo nela, causando sua morte carbonizada.

A morte violenta de Isabela chocou a cidade de Franco da Rocha. Ela era universitária, e não costumava ingerir bebidas alcoólicas. Na situação, porém, ela passou mal ao participar de uma brincadeira que envolvia a ingestão de Vodka, e mesmo sem ter o costume de beber, ela participou do jogo por se sentir segura ao lado do namorado. O que ela não sabia, é que a reação dele ao vê-la vulnerável e sendo estuprada, seria de tamanha violência.

A garota era estudante de Administração de Empresas, e namorava William Felipe Alves, um rapaz de 21 anos, também universitário. Testemunhas disseram que a jovem passou tão mal, que precisou ser levada ao banho por amigas e, mais tarde, foi deixada em uma cama no andar superior da casa, dormindo, para que se recuperasse.

Enquanto a festa acontecia no andar de baixo da residência, o cunhado – que é noivo da irmã de Willian – foi até o quarto para abusar da jovem. Quando William chegou ao quarto, encontrou o cunhado nu sobre sua namorada inconsciente e reagiu com violência. Ele espancou Isabela e ainda contou com ajuda da irmã para agredir tanto o cunhado quanto a vítima do estupro.

Ouvindo as agressões, outras pessoas que participavam do churrasco interferiram, resgatando a jovem universitária do espancamento. Ela foi trancada em um banheiro para que Willian não a matasse, mas ele, furioso, colocou fogo em pedaços de plástico, empurrando-os para dentro do banheiro.

Sob o risco de morrer asfixiada, Isabela saiu do banheiro e, então, foi surpreendida por um colchão em chamas. Ela chegou a ser socorrida para um hospital, mas sofreu queimaduras em 80% do corpo e não resistiu aos ferimentos graves.

Willian Felipe Alves foi preso em flagrante ainda no local. Ele responderá pelo crime de feminicídio. Já o cunhado, que não teve o nome revelado, alega não lembrar do que aconteceu e responde pelo crime de estupro, mas em liberdade. A Polícia Civil de Franco da Rocha investiga o caso.

Publicidade

AGORA NO 24H:

Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios