27 C
Londrina
- Publicidade -

Luiza Brunet participa de evento sobre violência contra a mulher em Londrina

Leia também:

Homem traído pela mulher se pendura na rede elétrica no Centro de Londrina

Ele tentou suicídio, mas não sofreu ferimento algum.

Mulher atira no ex-marido por não aceitar fim de relacionamento em Londrina

Ela chamou o ex-marido no portão da casa dele e atirou.

Londrina tem 800 novos casos suspeitos de dengue por dia

Prefeitura anunciou contratação emergencial de médicos e enfermeiros.
Redaçãohttps://www.24horas.com.br
Reportagens da Redação 24Horas
- Publicidade -

A empresária Luíza Brunet participou de um evento em Londrina nesta sexta-feira (16) na sede da Ordem dos Advogados do Brasil. A também modelo e atriz participou da abertura do II Seminário de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher.’

O objetivo do seminário foi apresentar as questões que envolvem a violência contra mulher, os direitos e serviços disponíveis para ajudar as vítimas, os desafios a serem enfrentados e soluções possíveis, além dos números atualizados dessa situação no país. Segundo Luíza, falar sobre a violência através dos relatos daquelas que vivenciaram essa situação, transforma o olhar que se tem a respeito do assunto e aproxima as vítimas, mostrando que há solução para todas.

“Eu fico extremamente feliz com a possibilidade de poder falar para as mulheres, ao redor do Brasil, principalmente, por eu ser uma mulher que sofreu violência doméstica na fase adulta, com 54 anos de idade. Quando você é vítima, consegue falar melhor com aquelas que sofrem esse tipo de violência. Então, me sinto privilegiada em poder falar sobre isso com elas. A minha maneira de ver hoje é muito sensível, com olhar diferenciado”, disse a atriz e embaixadora do programa Mãos EmPENHAdas.

Segundo a promotora de Justiça e integrante do Núcleo de Promoção da Igualdade de Gênero (NUPIGE), Susana Broglia Feitosa de Lacerda, no Brasil, por ano, uma mulher é vitima de estupro a cada 9 minutos, outra registra agressão a cada 2 minutos e outras três sofrem feminicídio a cada um dia. Além disso, segundo dados oficiais, o Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan) registra que 51,9% dos casos de estupro que ocorrem no Brasil são de meninas com idades de 1 a 5 anos.

Além disso, de acordo com pesquisas do Ph.D. em Economia pela Pennsylvania State University (USA) e professor da Universidade Federal do Ceará, José Raimundo de Araújo Carvalho, em conjunto com o Instituto Maria da Penha, além do sofrimento às vítimas, a violência contra a mulher também gera despesas significativas para o Brasil. Isso porque, no Brasil, elas atingem a monta de U$ 21 bilhões de dólares, ou seja, cerca de 1,2% do PIB nacional. Já na França, os custos chegam a U$ 3 bilhões dólares e nos Estados Unidas U$ 12 bilhões.

Além da Prefeitura de Londrina, são realizadores da iniciativa a Caixa de Assistência dos Advogados do Paraná, Tribunal de Justiça do Paraná, Delegacia da Mulher, Juizado de Violência Doméstica e Familiar de Londrina, Poder Rosa, Conselho da Mulher Empresária da Associação Comercial e Industrial de Londrina. Também apoiam o seminário a Unifil, Ejustice, a deputada federal Luísa Canziani, Ribeiro e Sócio, Planeta Pack, Norpave, SICOOB, Fedhora, Grupo Mileski Martins, e Mônica Aquino & Advogados Associados.

24Horas com Assessoria de Imprensa

Assine nossa Newsletter

Receba diariamente as principais notícias do Paraná e do Brasil.

Comentários

#Face24H

- Publicidade -