Grande Londrina suspende contratos de 150 funcionários

Eles devem ficar até quatro meses sem salário.

Leia também:

Governo do Paraná decide manter comércio fechado por mais dez dias

Cidades do Oeste foram na contramão das decisões do governador.

Estados Unidos aprovam tratamento promissor contra o coronavírus

Tratamento usará sangue de quem já foi curado da doença.
Derick Fernandeshttps://www.24horas.com.br
O jornalista Derick Fernandes é editor chefe do 24Horas

Cerca de 150 funcionários foram dispensados do trabalho durante quatro meses pela Transportes Coletivos Grande Londrina, que opera parte do sistema na cidade.

Segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Londrina (Sinttrol), a dispensa aconteceu com base na MP do presidente Jair Bolsonaro que autorizava a suspensão de contratos de trabalho pelo período sem salário.

A medida foi tomada para amenizar o impacto econômico na empresa devido ao coronavírus. Com isso, os trabalhadores ficam sem emprego e sem salário, mas tem direito de receber um subsídio do governo durante o período.

O presidente do Sinttrol, João Batista, disse que está recorrendo junto aos órgãos públicos para que os trabalhadores tenham acesso ao subsídio enquanto durar a suspensão.

A reportagem do 24Horas entrou em contato com a empresa, para ter uma reposta, mas não houve retorno.

Assine nossa Newsletter

Receba diariamente as principais notícias do Paraná e do Brasil.

Comentários

#Face24H

- Publicidade -