SIGA O 24H

Negócios

Startup paulistana chega a Londrina com unidade própria e evento gratuito

Omie, que acaba de receber R$ 80 milhões do fundo americano Riverwood Capital, vê oportunidade na cidade paranaense

Publicado

em

Nos dias 5 e 6 de junho, a Omie, startup paulistana de gestão em nuvem para PMEs, promove o lançamento de sua primeira franquia na cidade de Londrina, no Paraná. Esta é a quarta unidade própria da empresa, que já tem cerca de 130 franqueados em todo o país e trabalha para diminuir o gap de eficiência da PME brasileira por meio de gestão, serviços financeiros e educação empreendedora.

Para se aproximar do público local, a Omie, que acaba de receber aporte de R$ 80 milhões do fundo americano Riverwood Capital em sua rodada série B, convida os empreendedores contábeis e contadores de Londrina para um XDay no dia 5 de junho.

Durante o evento gratuito, que acontece das 8h às 16h, palestrantes como Felipe Almeida, Wagner Xavier, Antônio Sérgio e Gilberto Cunha falam aos participantes sobre as oportunidades da transformação digital para empresários contábeis, consultoria financeira, Bloco K e venda de serviços contábeis.

A Omie promove os eventos XDay mensalmente com o objetivo de transmitir as melhores formas de se administrar uma empresa contábil e entrar na era da contabilidade digital, em que o contador precisa se comportar como um consultor estratégico, projetando o futuro e não apenas registrando o passado. Com isso, a empresa pretende inspirar uma mudança de mindset nos contadores e elevar o patamar de conhecimento da classe empreendedora e contábil.

O Paraná tem quase 25 mil contadores (Fonte:CFC), sendo o estado da região Sul com a maior quantidade de profissionais do setor. Além disso, segundo levantamento da Omie, Londrina é uma cidade promissora, com milhares de PMEs que se encaixam no perfil de clientes da empresa de gestão, sendo ainda a primeira cidade paranaense a ser mapeada como um polo de inovação e empreendedorismo pela ABStartups, em 2018.

Devido a esses fatores, a Omie decidiu investir na cidade e levar uma de suas unidades próprias, que, de acordo com a Diretora de Franquias da empresa Élida Queiroz, além de levarem a plataforma da empresa para diversas regiões brasileiras “servem como um laboratório de inovação, em que a Omie pode testar novidades antes de instituí-las em sua rede de franqueados, o que é muito importante já que queremos continuar inovando sem que nossos parceiros tenham que se expor a riscos desnecessários”.

Segundo Ricardo Fernandes, gerente da nova unidade, “a Omie agora é ‘pé-vermelho'” e chega a Londrina para trazer “ainda mais prosperidade para a cidade, que vem se destacando como polo tecnológico na região”.

Serviço

XDay Londrina
Dia 5 de junho, quarta-feira, das 8h às 16h
Centro de Eventos Aurora Shopping – Av. Ayrton Senna da Silva, 400 – Gleba Palhano, Londrina – PR

Link de Inscrição: https://www.eventbrite.com.br/e/xday-londrina-tickets-61249702509

Grátis.

Publicidade

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Londrina

Câmara vota amanhã compra de subsidiárias da Sercomtel pela prefeitura

Transação é avaliada em R$ 7 milhões.

Publicado

em

A Câmara Municipal de Londrina vota nesta terça-feira (10) o projeto de lei que aprova a compra das subsidiárias da Sercomtel pela Prefeitura Municipal. Prestes a ser leiloada na Bolsa de Valores de São Paulo, a Sercomtel Telecom ainda controla a Contact Center (Call Center) e a Sercomtel Iluminação.

São essas duas empresas que serão desmembradas e compradas pela prefeitura por R$ 7 milhões.

A votação também acontece com a pressão de servidores da companhia telefônica, que anseiam ser transferidos para as novas empresas. A questão é que o quadro funcional tanto da Contact Center e da Iluminação já estão completos, e não foi feita uma análise financeira do impacto que esse remanejo geraria.

Juntas, as duas empresas somam cerca de 500 funcionários, que passam a ser contratados indiretos da prefeitura.

CONTRA A PRIVATIZAÇÃO

A maior parte dos servidores da Sercomtel são contra a privatização. Eles alegam que a empresa é viável e poderia se manter sem aporte financeiro. Isso se a prefeitura reconhecesse uma dívida de R$ 35 milhões com a companhia, e retornasse os valores obtidos com a venda de terrenos da telecom.

A soma de R$ 65 milhões seria usada para implantar um plano de demissão voluntária (PDV) e uma rede de fibra ótica em Londrina, deixando a empresa mais competitiva.

Leia Mais

Negócios

Hard Rock Hotel abre 400 vagas de emprego em Primeiro de Maio e Sertaneja

Novo resort deve ficar pronto e ser inaugurado no fim de ano.

Publicado

em

Foto: Divulgação

O primeiro resort da Hard Rock no Brasil está contratando 400 pessoas para trabalhar em Primeiro de Maio, na região metropolitana de Londrina. Os candidatos devem se apresentar nas agências do Trabalhador em Primeiro de Maio e em Sertaneja.

O empreendimento está localizado na Ilha do Sol, no meio do rio Tibagi, e é o primeiro do gênero no país. No total, serão geradas 500 vagas de emprego diretas e 1200 indiretas. A expectativa é grande para a abertura do resort, que espera atrair um grande número de turistas para a região.

A iniciativa conta com apoio do Departamento do Trabalho e Estímulo à Geração de Renda da Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho. Por determinação do secretário Ney Leprevost, profissionais da pasta estão nos municípios em busca dos trabalhadores, sempre com apoio das agências.

A Ilha do Sol fica no reservatório da Usina Capivara, no rio Tibagi. Em Londrina, pacotes de turismo para o Hard Rock Resort são comercializados no Boulevard Hotel, na Avenida Higienópolis.

A previsão é que a inauguração do empreendimento ocorra no final de ano.

Leia Mais

Negócios

Nova lei de proteção de dados é discutida em Londrina

Advogada vai falar sobre a nova lei de proteção de dados, as mudanças, contratos e alertas sobre a legislação.

Publicado

em

Foto: Ilustração

No dia 4 de junho, terça-feira, a partir das 14h, a Universidade Estadual de Londrina vai ser palco do encontro sobre a Internacionalização de startups. A advogada carioca, Luciana Gouvêa participa do evento debatendo sobre a autodeterminação informativa, a livre iniciativa, os direitos e as startups.

A advogada vai falar sobre a nova lei de proteção de dados, as mudanças, contratos e alertas, sobre os direitos, deveres e as exigências que a nova lei vai trazer para o empresário e para o consumidor.

O evento vai discutir também questões sobre negócios no exterior, sistema de risco e sistema competitivo, oportunidades e potencial de mercado, com especialistas, consultores graduados com experiência em mercado financeiro internacional, incluindo mercado financeiro e doméstico.

Leia Mais
Publicidade

Curta o 24Horas