Eleições 2018
EM ALTA

Ratinho e Cida se isentam e defendem investigações contra Richa; Arruda não citou Malucelli

Os três candidatos se manifestaram através de nota oficial.

CURITIBA, PR – A governadora Cida Borghetti (PP), o deputado estadual Ratinho Júnior (PSD) e o deputado federal João Arruda (MDB), candidatos ao Governo do Paraná e melhores colocados nas pesquisas eleitorais, emitiram nota oficial na manhã desta terça-feira (11), defendendo as investigações da Operação Lava Jato, deflagrada pela Polícia Federal e Ministério Público Federal (MPF), e da Operação Rádio Patrulha, deflagrada pelo Grupo de Atuação e Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público Estadual (MPE).

O ex-governador Beto Richa foi preso com dois mandados, tanto pelo Gaeco quanto pela Operação Lava Jato. Ele negou qualquer irregularidade e se disse tranquilo e sereno quanto as declarações. A esposa de Richa, Fernanda, e o irmão Pepe Richa, além do ex-secretário Deonilson Roldo também foram presos na operação do Gaeco. Deonilson, por sua vez, também foi alvo da Lava Jato, que investiga contratos na PR-323, em Cianorte.

A investigação também emitiu mandado de prisão contra o bilionário Joel Malucelli, dono do grupo J.Malucelli, que no Paraná controla o grupo Band, as emissoras Band Maringá, BandNews FM, CBN Curitiba e o site Paraná Portal, de Curitiba.

LEIA TAMBÉM:

CIDA

A governadora Cida Borghetti, que foi vice de Richa, disse respeitar a nova fase da Lava Jato: “Cada um tem que responder pelos seus atos. Eu estou tranquila, em paz, fazendo o meu trabalho. Cuidando do Estado e também como candidata levando a minha mensagem à população do Paraná”, disse Cida Borghetti na entrevista a rádio Independência de Cascavel.

Ela ainda relatou que ao assumir o governo, criou a Divisão de Combate à Corrupção: “A divisão tem total autonomia para desenvolver esse trabalho, ou seja, receber as denúncias e investigar. Eu não compactuo com nenhuma forma de desvio de conduta e com a corrupção que imperou nos últimos anos no País”, disse.

RATINHO JÚNIOR

Ratinho, que foi secretário de Desenvolvimento Urbano de Richa durante quase todo o segundo mandato, disse em nota que apoia as investigações. “O ocupante de cargo público tem que ser responsabilizado por seus atos. Quem fez coisa errada tem que ser punido. A Justiça está atuando com isenção e é isso que nós esperamos”, afirmou.

JOÃO ARRUDA

O empresário Joel Malucelli, que teve a prisão decretada, é sogro de João Arruda, que é candidato ao Governo do Paraná. O mandado no entanto não foi cumprido, porque Malucelli está em férias na Itália. Ele é acusado de envolvimento em fraudes de licitações no programa Patrulha Rural. O empresário nega as acusações.

Malucelli é sogro de João Arruda, mas o candidato, em nota, não citou o pedido de prisão do parente. Apenas defendeu as investigações.

O candidato do MDB ao governo do Paraná, João Arruda, defendeu hoje a continuidade das investigações do Gaeco e da Operação Lava Jato no Paraná, que culminaram com a prisão do ex-governador Beto Richa. Para Arruda, todas as responsabilidades devem ser apuradas de maneira aprofundada ao longo dos processos, e de forma isenta e obediente ao trâmite legal, respeitando o direito constitucional à defesa dos investigados”, diz a nota.

Malucelli também emitiu nota se disse vítima de injustiça:

Joel Malucelli afirma que as acusações são injustas, nega qualquer irregularidade e que sempre esteve à disposição das autoridades para esclarecimentos. O empresário desde 2012 se desligou das atividades e rotinas da empresa fundada por ele e se encontra na presente data em férias, fora do país, aguardando orientação de seus advogados, que ainda não foram notificados oficialmente sobre a operação. Fundamental reafirmar que a JMalucelli Equipamentos já se manifestou nesta terça-feira (11) negando, veementemente, a participação em qualquer irregularidade e informou que não firmou qualquer contrato com o Governo do Paraná relacionado às Patrulhas Rurais.”, diz Malucelli

Assuntos

Relacionados

Comentários

Close
Close

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios