SIGA O 24H

Esportes

Para Alemão, juiz interferiu diretamente em placar que prejudicou Londrina

O LEC terá uma pausa nos jogos, e só volta a campo no dia 16, diante do Criciúma, no Estádio do Café.

Publicado

em

Foto: Londrina Esporte Clube/LEC ( Gustavo Oliveira)

O Londrina Esporte Clube (LEC) enfrentou o América MG em Belo Horizonte, na última terça-feira (6), onde saiu derrotado por 4 a 3.  Com o resultado adverso o LEC pode ser ultrapassado por quatro equipes que ainda jogam na rodada. Atualmente o Tubarão está em 3° lugar com 24 pontos.

Após o jogo, em entrevista coletiva, o técnico Alemão comentou o bom início da partida por parte do Tubarão, porém fez duras críticas a arbitragem e ao sistema defensivo da equipe.
“Nós começamos muito bem o jogo. Tivemos 25 minutos de muito bom futebol. Fizemos o gol e poderíamos ter feito o segundo com o Higor. Mas, a saída do Anderson Leite nos prejudicou muito. E, sinceramente, o árbitro, na minha opinião, no lance do primeiro gol não marcou falta no Safira e ainda havia impedimento no lance. Então, tudo isso prejudicou muito a gente. Foi um jogo truncado, com uma equipe nervosa, que precisava da vitória, e nós erramos mais do poderíamos e infelizmente aconteceu a derrota”.

Para Alemão, houve favorecimento da arbitragem em relação ao América na marcação de faltas. “Houve um pênalti legítimo para o América contra o Paraná que não foi dado. Por conta disso, houve uma reclamação junto à CBF (Confederação Brasileira de Futebol) e, queira ou não, isso deve ter pesado muito, porque faltas invertidas, lances iguais em que a falta não era marcada para o Londrina mas era para o América. No terceiro gol foi um absurdo, falta no França, muita falta, ele marcou ao contrário e acabou saindo o terceiro gol. Então, eu acho que o juiz interferiu diretamente no placar. Nós também falhamos, mas o juiz foi muito infeliz. Ele nos prejudicou”.

Vale lembrar que o LEC terá uma pausa nos jogos, e só volta a campo no dia 16 (sexta feira), às 19h15, diante do Criciúma, no Estádio do Café.

Leia Mais
Publicidade
COMENTÁRIOS

Comentários

Publicidade

Curta o 24Horas

EM 24HORAS >