Primeiro caso de coronavírus é confirmado na Casa Santa Marta, onde mora o Papa

Santa Sé não se pronunciou sobre confirmação.

Leia também:

Governo do Paraná decide manter comércio fechado por mais dez dias

Cidades do Oeste foram na contramão das decisões do governador.

Estados Unidos aprovam tratamento promissor contra o coronavírus

Tratamento usará sangue de quem já foi curado da doença.
Redaçãohttps://www.24horas.com.br
Reportagens da Redação 24Horas

Foi confirmado na noite desta quarta-feira (25) um primeiro caso registrado de coronavírus na Casa Santa Marta, hotel onde mora o Papa Francisco, além de sacerdotes da Igreja Católica. A informação foi publicada em primeira mão pelo jornal Corriere Della Sera.

Segundo informações apuradas pelo jornal, o caso é de um monsenhor italiano da Secretaria de Estado do Vaticano, que foi hospitalizado em Roma. Ele foi submetido ao teste de coronavírus e o resultado deu positivo.

Até o momento, o Vaticano tem quatro casos confirmados. O primeiro em 6 de março, em um monsenhor que estava em Bérgamo, e dois casos em funcionários dos museus do Vaticano, confirmados na terça-feira (24).

O quinto caso é mais delicado. O monsenhor que testou positivo mora na Casa Santa Marta há anos. Todas as acomodações do prédio estão passando por higienização. A Santa Sé não se posicionou sobre a nova confirmação e nem deu informações a respeito da saúde do Papa Francisco.

Casa Santa Marta, onde mora o Papa Francisco – Foto: Divulgação

Assine nossa Newsletter

Receba diariamente as principais notícias do Paraná e do Brasil.

Comentários

#Face24H

- Publicidade -