Quinta, 01 de Outubro de 2020 11:40
(43) 99953-0833
Notícias Mulher

Mulher é presa em Ponta Grossa após ficar 21 anos foragida

Mulher é presa em Ponta Grossa após ficar 21 anos foragida

05/10/2017 23h09 Atualizada há 3 anos
Por: Derick Fernandes
Mulher é presa em Ponta Grossa após ficar 21 anos foragida
Foi presa em Ponta Grossa na tarde desta quinta-feira (05) a mulher identificada como Lúcia de Fátima Dutra Weisz, de 61 anos, foragida há 22 anos pela morte do marido, o empresário Gavril Weisz, em Campinas (SP) em 1995. A mulher foi presa em operação conjunta da Polícia Civil do Paraná com a Delegacia de Polícia de Investigações sobre Extorsão Mediante Sequestro de Campinas (DEAS), da Polícia Civil paulista. Lúcia ganhou o apelido de "Viúva Negra" após o crime, repercutido nacionalmente. O CRIME Em 12 de março de 1995, a mulher, então com 39 anos, encomendou o assassinato do diretor de banco Gavril Weisz, com 41 anos na época. Para o crime, Lúcia contou com a ajuda de sua emprega doméstica, Valdelaine Pereira. Lúcia chegou a ser presa na Cadeia Pública de Sumaré (SP), mas foi resgatada em 20 de dezembro daquele ano, e é procurada desde então. Em abril de 2010 Lúcia foi condenada a 14 anos de prisão por homicídio qualificado. O caso amplamente repercutido na época rendeu a Lúcia a alcunha de "Viúva Negra". A mulher chegou a aparecer na lista de procurados pela Interpol, e figura hoje como uma das mulheres que permaneceu mais tempo foragida no Brasil.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Londrina - PR
Atualizado às 11h24 - Fonte: Climatempo
40°
Poucas nuvens

Mín. 22° Máx. 41°

37° Sensação
20.8 km/h Vento
12.1% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (02/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 40°

Sol com algumas nuvens
Sábado (03/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 24° Máx. 38°

Sol com algumas nuvens