Domingo, 27 de Setembro de 2020 09:28
(43) 99953-0833
Notícias MP

MP investiga fantasma da presidência da Câmara de Cascavel

MP investiga fantasma da presidência da Câmara de Cascavel

20/11/2017 02h48 Atualizada há 3 anos
Por: Redação
MP investiga fantasma da presidência da Câmara de Cascavel
DIÁRIO 24H CASCAVEL A Procuradoria-Geral de Justiça do Estado do Paraná por meio da Procuradoria de Defesa do Patrimônio Público de Cascavel instaurou inquérito civil para investigar a ex-servidora da Câmara dos Vereadores de Cascavel, Daiane de Jesus Patene, flagrada como funcionária fantasma do poder legislativo. Daiane exercia um cargo de confiança ligado diretamente a Presidência da Casa. De acordo com a portaria 266/2017 Daiane foi nomeada para exercer o cargo de assessora para assuntos comunitários com salário de R$ 2.966,93 (dois mil, novecentos e sessenta e seis reais e noventa e três centavos), lotada no Gabinete da Presidência, a partir de 03 de julho de 2017. A portaria foi assinada por Aldino Gugu Bueno no dia 03 de julho deste ano.  O objetivo da investigação do MP é apurar eventual ato de improbidade administrativa por enriquecimento ilícito praticado pela ex-servidora municipa, consistente no ato de receber salários da Câmara Municipal sem trabalhar, previsto no artigo 9º da Lei de Improbidade Administrativa, no período em que foi nomeada. A ex-servidora foi flagrada burlando o sistema de cartão-ponto. Ela registrava presença e voltava para casa como rotina. Imagens do circuito de segurança da Câmara mostram o momento em que ela entra e sai de um estabelecimento comercial, em horário de trabalho, e vai para casa em seguida, como mostra outra imagem captada pelas câmeras do condomínio em que mora. Ao final da tarde ela volta para o trabalho e bate a saída. Quando o escândalo veio a tona, a servidora foi demitida e a presidência da Câmara emitiu uma nota falando em tolerância zero, no entanto, não explicou a falta de fiscalização. Quando Daiane foi denunciada pelos vereadores Hallberg e Madril, no mês de setembro, houve uma tentativa de amenizar a situação para o presidente Gugu Bueno e tentando colocar a culpa no vereador Damasceno, que teria indicado a servidora. A indicação não isenta a responsabilidade do presidente, pois a servidora trabalhava ou deveria trabalhar em um cargo de Gugu Bueno, mas na prática ficou quase dois meses recebendo dinheiro público sem trabalhar. A reportagem do Diário 24H não conseguiu contato com Gugu Bueno no final de semana, mas nesta segunda-feira vai tentar ouvir a presidência sobre o fato
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Londrina - PR
Atualizado às 09h12 - Fonte: Climatempo
25°
Alguma nebulosidade

Mín. 21° Máx. 37°

25° Sensação
16.4 km/h Vento
51% Umidade do ar
90% (5mm) Chance de chuva
Amanhã (28/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 24° Máx. 36°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Terça (29/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 20° Máx. 36°

Sol com algumas nuvens