Domingo, 27 de Setembro de 2020 19:27
(43) 99953-0833
Notícias Secretários

Secretários mandaram executar construção irregular em Cascavel

Secretários mandaram executar construção irregular em Cascavel

24/11/2017 21h10 Atualizada há 3 anos
Por: Derick Fernandes
Secretários mandaram executar construção irregular em Cascavel
DIÁRIO 24H CASCAVEL | EXCLUSIVO Novas informações acerca dos indícios de corrupção em obra financiada pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) em Cascavel vieram a tona na tarde desta sexta-feira (24), através da edição online do jornal Agora Paraná, de Curitiba. Segundo a publicação assinada pelo jornalista Oswaldo Eustáquio, documentos obtidos revelam que a obra, cujo o prejuízo aos cofres públicos pode ultrapassar R$ 500 mil, foi chancelada pelos secretário de Obras Jorge Lange, e Planejamento, José Fernando Dillenburg. Os documentos do processo comprovam que fiscais da empresa Contersolo atestaram a obra: "Material aplicado, medição de acordo com o projeto licitado" – informa o documento. No entanto, imagens obtidas pela reportagem revelam que, diferente da licitação que dizia 'tubos de aço', a construção foi feita utilizando concreto, material pelo menos três vezes mais barato do que o contratado. LEIA MAIS: Obra do BID tem indícios de desvio de dinheiro público em Cascavel A suspeita veio a tona após o secretário de Meio Ambiente, Juarez Berté, travar a obra. A secretaria de Berté é responsável pela ordenação da construção do parque linear, que ficará no bairro Morumbi. Ulysses Afonso Zaror, o fiscal da obra, disse que atestou a construção apenas em cumprimento de ordens que teriam sido proferidas pelos secretários Jorge Lange e Dillenburg: “A ordem para executar a obra com este material partiu dos secretários, tudo documento, apenas cumpro ordens”, disse. A empresa Contersolo também confirmou que a execução da obra foi autorizada pelo poder público da forma que foi executada, mas seus representantes preferiram não comentar o caso. Os secretários José Fernando Dillemburg e Jorge Lange não atenderam as ligações da reportagem. IMPROBIDADE Especialista em direito Público, o advogado Maurício Leone disse que diante da comprovação explícita do dano ao erário todos os responsáveis pelo mau uso do dinheiro público podem ser enquadrados nos crime de improbidade administrativa sob a pena de multa, perda da função pública e devolução do dinheiro ao erário. RACHA A crise gerou um racha na administração pública de Cascavel. O prefeito Leonaldo Paranhos (PSC) pode ter a sua administração atingida pelo escândalo, o que se agrava quando no início da mandato, Paranhos assinou decreto de intolerância aos atos de corrupção. Para contornar o caso, especula-se que os secretários serão exonerados. Jorge Lange, que também é vice-prefeito, articula candidatura a deputado estadual. Em meio a suspeição contra ele diante dessa obra milionária do BID, seu projeto político fica comprometido. Caso o prefeito Paranhos decida pela exoneração de seu braço direito, pode superar a crise, mas evidenciará possíveis atos ilícitos de seus subordinados.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Londrina - PR
Atualizado às 19h13 - Fonte: Climatempo
27°
Trovoada e chuva

Mín. 20° Máx. 37°

28° Sensação
13 km/h Vento
62% Umidade do ar
90% (5mm) Chance de chuva
Amanhã (28/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 24° Máx. 36°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Terça (29/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 20° Máx. 36°

Sol com algumas nuvens