Quinta, 29 de Outubro de 2020 13:29
(43) 99953-0833
Últimas Notícias Truque

Truque para salvar direitos políticos de Dilma pode ajudar Eduardo Cunha

Truque para salvar direitos políticos de Dilma pode ajudar Eduardo Cunha

31/08/2016 20h28 Atualizada há 4 anos
Por: Redação
Truque para salvar direitos políticos de Dilma pode ajudar Eduardo Cunha
[caption id="attachment_1839" align="aligncenter" width="1500"]Foto: Arquivo Foto: Arquivo[/caption] (VIA: Implicante.org) O deputado Eduardo Cunha, que atualmente passa por maus bocados tanto na Lava Jato quanto na manutenção do próprio mandato, nem sempre foi um inimigo ferrenho do PT e de Dilma Rousseff. Bem ao contrário, aliás: elegeu-se na mesma chapa, um pediu voto para o outro, eram aliadíssimos. A ruptura veio por uma imprudência quase babaquara do governo então recém-reeleito. Acharam por bem impor uma candidatura à presidência da câmara, atropelando o acordo com o PMDB da Casa, e deu no que deu. O resto é história. E, como diria o amado (e patético) Marx das esquerdas, a história se repete como farsa e tragédia. Ei-la, portanto, repetindo-se agora. Com o fatiamento da votação no impeachment de Dilma, permitindo a hipótese bizarra de ela ser afastada em definitivo mas ainda assim MANTER direitos políticos, abre-se um precedente curioso: isso também valerá para Eduardo Cunha. O peemedebista, até por questão de equidade, poderá exigir o mesmo fatiamento e, assim, ainda que seja cassado, manterá seus direitos e daqui a dois anos concorrerá normalmente. A aliança Dilma-Cunha é refeita, e quem acompanha política de perto e sem paixões cegas, sabe que isso não é algo surpreendente.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.