Terça, 29 de Setembro de 2020 18:37
(43) 99953-0833
Notícias Dividino

Dividino deixa presidência do Porto de Paranaguá; Fregonese assume

Dividino deixa presidência do Porto de Paranaguá; Fregonese assume

30/03/2018 22h34 Atualizada há 3 anos
Por: Redação
Dividino deixa presidência do Porto de Paranaguá; Fregonese assume
PARANAGUÁ, PR - O diretor-presidente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), Luiz Henrique Dividino cumpriu nesta quinta-feira (29) seu último dia na função. Ele pediu demissão do cargo ao governador Beto Richa e deve se dedicar à carreira na iniciativa privada. O diretor comercial da Appa, Lourenço Fregonese, assume interinamente o posto e será oficializado como substituto na próxima reunião do Conselho de Administração da Appa. Dessa forma, Fregonese deve permanecer até o final do ano na função. A informação foi publicada pela Gazeta do Povo. Em entrevista ao veículo, Fregonese disse que Dividino já havia decidido deixar o cargo: — Essa já era uma vontade do nosso presidente. Para mim, é o melhor diretor de portos do Brasil. Mas somos uma equipe e o trabalho continua o mesmo. Hoje eu diria que o maior legado é a credibilidade do Porto com seus usuários – disse o diretor que atua há 16 anos no Porto de Paranaguá. [caption id="attachment_23558" align="aligncenter" width="1600"] Lourenço Fregonese substituirá Dividino na presidência da Appa - Foto: Folha do Litoral[/caption] Fregonese ainda relatou que irá buscar dar tranquilidade ao mercado, e priorizar à sequência de obras previstas no Porto, como a ampliação do berço 201, que irá aumentar a capacidade de embarque anual de grãos de 23 para 27 milhões de toneladas. TÉCNICO Dividino assumiu a função de diretor-presidente da Appa em 2012. Em sua gestão, os portos de Paranaguá e Antonina quebraram recordes, principalmente, no setor do agronegócio que corresponde a 70% da movimentação de cargas no terminal. No ano passado, por exemplo, o porto registrou mais de 50 milhões de toneladas entre importações e exportações. O volume representa um aumento de 25% em relação a 2011. Do total, 25 milhões de toneladas foram de produtos como grãos, madeira, açúcar, álcool, fertilizantes e carnes.  A marca fez o Porto de Paranaguá ter o melhor desempenho do país, seguido pelo Porto de Santos, que aumentou o volume de importações e exportações em 5%.. Ainda em 2017, uma pesquisa encomendada pelas multinacionais Cargill e Bunge classificou o Porto de Paranaguá como o melhor do país, na opinião de 83,3% dos operadores. No mesmo período administrativo de Dividino, o porto pulou de 26º para o 1º em qualidade de serviços ambientais. O porto paranaense chegou a ser premiado pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) na categoria "Desempenho Ambiental". Fregonese ainda lembra que nos últimos anos, foram 600 licitações para as mais diversas modernizações e ampliações nos portos do Paraná: — Temos informatização das informações, sem uso de papel, iluminação nova, equipamentos novos, quatro novos shiploaders (carregadores de navios), entre outros. Existem duas histórias, uma antes e outra depois de Dividino, mas temos que respeitar a decisão dele. – disse. No ano passado, o principal produto movimentado pelo porto foi a soja, com mais de 16 milhões de toneladas. Além disso, o terminal importou cerca de 9 milhões de toneladas de fertilizantes, e exportou 4,5 milhões de toneladas de açúcar e outras 3,5 milhões de toneladas de milho.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Londrina - PR
Atualizado às 18h19 - Fonte: Climatempo
35°
Poucas nuvens

Mín. 22° Máx. 35°

35° Sensação
11 km/h Vento
32% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (30/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 39°

Sol com algumas nuvens
Quinta (01/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 40°

Sol com algumas nuvens