Segunda, 28 de Setembro de 2020 15:31
(43) 99953-0833
Notícias Comissão

Comissão de Ética da Câmara do RJ aciona filho de Bolsonaro após postagem com apologia à tortura

Comissão de Ética da Câmara do RJ aciona filho de Bolsonaro após postagem com apologia à tortura

27/09/2018 15h19 Atualizada há 2 anos
Por: Redação
Comissão de Ética da Câmara do RJ aciona filho de Bolsonaro após postagem com apologia à tortura
RIO DE JANEIRO, RJ - Filho do presidenciável do PSL, o vereador Carlos Bolsonaro será acionado pela oposição na Comissão de Ética da Câmara Municipal do Rio de Janeiro sob a acusação de apologia à tortura. Parlamentares oposicionistas protocolaram denúncia contra a divulgação de imagem que simula tortura de um integrante do movimento #EleNao. A foto foi publicada no “stories” do vereador no Instagram na noite de terça-feira (25). Nessa plataforma digital as postagens têm duração de 24 horas e podem ser apagadas. Carlos Bolsonaro publicou a imagem em referência ao movimento criado por mulheres contrárias à candidatura de seu pai. A imagem mostra um jovem com os braços amarrados, o rosto ensanguentado e a cabeça coberta por um saco plástico – técnica de asfixia. No peito o jovem tem a hashtag #EleNão. Como se não bastasse, a foto traz a inscrição “sobre pais que choram no chuveiro”, referência a pais que supostamente sentem vergonha dos filhos homossexuais. Originalmente, a imagem da “tortura” foi publicada no Instagram na conta @direitapvh, que tem postagens críticas ao ex-presidente Lula e homenagem ao presidente dos Estados Unidos, o apasquinado Donald Trump. Após a polêmica, Carlos Bolsonaro usou o Twitter, na tarde de quarta-feira (26), para se manifestar: “Novamente inventam como se eu tivesse divulgado uma foto dizendo que quem escreve #elenão mereceria alguma maldade. Não, canalhas! Foi apenas a replicação da foto de alguém que considera isso uma arte. Me agradeçam por divulgar e não mintam como sempre”, escreveu. Como afirmou o UCHO.INFO em matéria anterior, ao postar a imagem o vereador endossa o crime da tortura, como se tal prática fosse aceitável. É fato que, segundo a sabedoria popular, o fruto não cai longe da árvore, por isso Carlos Bolsonaro pode ter um pensamento alinhado ao do pai, que já homenageou o torturador Brilhante Ustra e afirmou que “o erro da ditadura foi ter torturado e não matado”. O imbróglio surge no momento em que Jair Bolsonaro recorre à dissimulação na tentativa de passar à opinião pública a falsa ideia de que é compromissado com a democracia, a liberdade e a tolerância. Só falta o presidenciável combinar com os filhos, que insistem em agir na contramão. FONTE: Ucho.info
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Londrina - PR
Atualizado às 15h16 - Fonte: Climatempo
34°
Tempo aberto

Mín. 21° Máx. 32°

37° Sensação
29.6 km/h Vento
47% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (29/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 19° Máx. 35°

Sol com algumas nuvens
Quarta (30/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 20° Máx. 39°

Sol com algumas nuvens