Sábado, 26 de Setembro de 2020 11:37
(43) 99953-0833
Notícias ACIL

ACIL diz que greve é 'descalabro' e sugere que prefeitura renove contrato com a Grande Londrina

ACIL diz que greve é 'descalabro' e sugere que prefeitura renove contrato com a Grande Londrina

13/12/2018 17h53 Atualizada há 2 anos
Por: Derick Fernandes
ACIL diz que greve é 'descalabro' e sugere que prefeitura renove contrato com a Grande Londrina
LONDRINA - Por meio de uma nota, a Associação Comercial e Industrial de Londrina (ACIL) se posicionou a respeito da greve dos trabalhadores do transporte coletivo de Londrina. A associação considerou a paralisação uma 'ameaça' e um 'descalabro' ao comércio. A entidade diz que podem haver prejuízos aos empresários na época de fim de ano e taxou a Prefeitura Municipal como uma instituição 'inábil' na condução do entendimento sobre o processo licitatório que prevê a entrada de novas empresas no sistema de transporte urbano. Os motoristas e cobradores, em sua maioria da TCGL, aprovaram a greve em uma votação surpresa na última terça-feira (11). O objetivo é garantir a manutenção dos empregos, caso uma nova empresa ganhe a licitação. A paralisação está prevista a partir de segunda-feira (17). LEIA TAMBÉM: LEIA A NOTA: A decisão dos trabalhadores do transporte coletivo de Londrina de entrar em greve na próxima segunda-feira (17) é uma ameaça ao bem estar da população e à saúde financeira do comércio. A paralisação do sistema em pleno período de compras de Natal é um descalabro, resultado da inabilidade do poder público municipal em promover o entendimento das partes envolvidas nesta questão - concessionária, trabalhadores e usuários – e da imposição, de maneira afobada, de um novo regramento para o serviço. A ACIL, apoiada por entidades parceiras, sempre alertou para os riscos de se fazer uma nova licitação para o sistema com outras discussões correlatas em andamento, algumas delas francamente influentes para a concepção do modelo. A nosso ver, a prorrogação do contrato vigente seria a decisão mais indicada para que o modelo tivesse mais tempo e subsídios para ser realmente repensado, algo de fato necessário. Estes subsídios seriam as mudanças contidas no Plano Diretor revisado,  as diretrizes do Plano de Mobilidade Urbana e o desenvolvimento de um Masterplan. É de conhecimento de todos as transformações comportamentais do nosso tempo e como o sistema de transporte público está sendo impactado por elas. Licitar um novo contrato neste momento nos parece algo extemporâneo e arriscado. Em relação à reivindicação dos trabalhadores, por sinal bastante justa, de garantias de ocupação após a anunciada desistência da maior operadora do sistema, a ACIL acredita que ela será normalmente atendida pela dinâmica natural do mercado de trabalho. É pouco provável que a futura concessionária abra mão da experiência e preparo reconhecidos dos atuais profissionais. Portanto, a greve não se justifica e pode ser um trauma inútil para a economia regional. A ACIL defende o entendimento urgente entre as partes e lamenta a condução açodada do poder público em questão tão sensível ao nosso bem estar e às rotinas do setor produtivo. Que a greve não se consume e que os transtornos previstos não se concretizem. E que este momento de apreensão nos faça refletir sobre como devemos tratar as ações estratégicas que norteiam a vida pública em nosso município. Sem mais, Diretoria ACIL
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Londrina - PR
Atualizado às 11h30 - Fonte: Climatempo
31°
Alguma nebulosidade

Mín. 16° Máx. 35°

31° Sensação
15 km/h Vento
38% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (27/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 21° Máx. 37°

Sol
Segunda (28/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 24° Máx. 36°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.