Sexta, 25 de Setembro de 2020 01:28
(43) 99953-0833
Notícias Secretário

Secretário de Ratinho Júnior recebeu R$ 100 mil em propina em 2014

Secretário de Ratinho Júnior recebeu R$ 100 mil em propina em 2014

15/02/2019 18h23 Atualizada há 2 anos
Por: Derick Fernandes
Secretário de Ratinho Júnior recebeu R$ 100 mil em propina em 2014
CURITIBA – O atual secretário chefe da Casa Civil do governo do Paraná, Guto Silva (PSD), recebeu R$ 100 mil em dinheiro vivo, por meio de propina, para a campanha eleitoral de 2014, quando foi eleito deputado estadual. A afirmação é do ex-diretor geral do Departamento de Estradas e Rodagem (DER-PR) Nelson Leal Júnior, em delação premiada para a Operação Integração, que investiga irregularidades nos contratos de pedágio no Paraná. Nelson contou que em 2014, o ex-presidente da concessionária Triunfo Econorte, Hélio Ogama, recebeu um recado do então secretário de Infraestrutura e Logística do estado, José Richa Filho, irmão do ex-governador Beto Richa (PSDB), para que repassasse R$ 100 mil à então campanha a deputado estadual de Guto Silva. Ogama confirmou o pagamento em depoimento à Justiça. "Ele [Nelson Leal] pediu para uma ajuda política que seria para um deputado ou um candidato, que seria R$ 100 mil. Eu dificultei um pouco, mas devido a várias insistências eu arrumei pra ele R$ 100 mil e entreguei na sala dele", afirmou o ex-presidente da concessionária. Leal Júnior e Ogama são delatores na Operação Integração, um desdobramento da Lava Jato. Conforme a delação de Leal, o dinheiro foi entregue por Ogama, que repassou no mesmo dia do pedido, os R$ 100 mil a Guto Silva na sala do ex-presidente do DER. Na época, Guto era candidato pelo PSC, onde o atual governador Ratinho Júnior (PSD) também estava filiado na ocasião. OUTRO LADO Guto Silva, que foi reeleito deputado estadual em 2018, mas pediu licenciamento do mandato para assumir a chefia da Casa Civil no governo Ratinho Junior, se disse surpreso com as informações da delação de Nelson Leal Júnior. "Eu sempre defendi a transparência que qualquer homem público pode e deve ser investigado e eu não sou exceção. É por isso que eu estou triste e indignado com a situação e confio no trabalho do Ministério Público e da Justiça para que eles possam trazer toda a verdade", afirmou Guto Silva. A defesa de Hélio Ogama informa que já se posicionou sobre o assunto ao assinar o acordo de delação e em depoimento à Justiça. Nelson Leal Júnior, por sua vez, afirmou que "vai continuar colaborando com a Justiça, esclarecendo os fatos eque são objeto das investigações e processos judiciais." A Triunfo Econorte informou que não comenta investigações envolvendo executivos e ex-executivos. José Richa Filhou não se posicionou à reportagem do 24H.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Londrina - PR
Atualizado às 01h27 - Fonte: Climatempo
21°
Alguma nebulosidade

Mín. 17° Máx. 33°

21° Sensação
4 km/h Vento
64% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (26/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 20° Máx. 35°

Sol com algumas nuvens
Domingo (27/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 20° Máx. 36°

Sol com algumas nuvens