Sexta, 25 de Setembro de 2020 01:37
(43) 99953-0833
Notícias Redução

Redução dos salários de servidores públicos será julgada dia 26 pelo STF

Redução dos salários de servidores públicos será julgada dia 26 pelo STF

11/06/2019 12h41 Atualizada há 1 ano
Por: Redação
Redução dos salários de servidores públicos será julgada dia 26 pelo STF
O Supremo Tribunal Federal marcou para o próximo dia 26 o julgamento sobre a possibilidade de redução da carga horária e dos salários dos servidores públicos. A votação estava prevista para o último dia 6 de junho, mas a sessão estourou o tempo previsto para a análise da pauta do dia. Com isso, foi preciso marcar uma nova data. O relator do processo é o ministro Alexandre de Morais. Os 11 ministros do Supremo Tribunal Federal vão analisar o artigo 23 da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Esse artigo permite a diminuição da jornada de trabalho e a redução salarial para os funcionários públicos, caso a administração pública ultrapasse o limite de gastos, com a folha de pagamento, permitido pela Lei de Responsabilidade Fiscal. Esse processo, começou a tramitar em 2000. Atualmente, existe uma liminar que impede os estados de reduzir a jornada de trabalho e o rendimento mensal do funcionalismo. Em fevereiro desse ano, quando foi realizada a última sessão sobre o processo, a Advocacia Geral da União (AGU) foi favorável à revisão dos impedimentos impostos pela Justiça e também à redução dos vencimentos. A Procuradoria-Geral da República (PGR) defendeu a Lei de Responsabilidade Fiscal, mas pediu a inconstitucionalidade do corte nos salários. Veja o que diz a Lei de Responsabilidade Fiscal A Lei de Responsabilidade Fiscal diz que, caso o limite de despesa com pessoal esteja acima do teto estabelecido pela legislação, fica facultado aos governadores e aos prefeitos, assim como aos poderes autônomos, a redução proporcional dos salários dos servidores de acordo com a carga horária de trabalho. Na esfera federal, o limite máximo para gastos com pessoal é de 50% da receita corrente líquida. Para estados e municípios, o limite é de 60%. Mas a legislação permite a repartição destes limites globais entre os Poderes dentro dos estados. No caso do Legislativo (incluindo o Tribunal de Contas), é de 3%. Para o Judiciário, o teto de gastos é de 6%. Para o Ministério Público, de 2%. E para o Executivo, de 49%.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Londrina - PR
Atualizado às 01h27 - Fonte: Climatempo
21°
Alguma nebulosidade

Mín. 17° Máx. 33°

21° Sensação
4 km/h Vento
64% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (26/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 20° Máx. 35°

Sol com algumas nuvens
Domingo (27/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 20° Máx. 36°

Sol com algumas nuvens