Segunda, 28 de Setembro de 2020 09:39
(43) 99953-0833
Notícias Operação

Operação da PF desarticula núcleo do PCC dentro da cadeia de Piraquara

Operação da PF desarticula núcleo do PCC dentro da cadeia de Piraquara

06/08/2019 11h03 Atualizada há 1 ano
Por: Derick Fernandes
Operação da PF desarticula núcleo do PCC dentro da cadeia de Piraquara
Uma operação da Polícia Federal em conjunto com o MP-PR, GAECO/SP, Departamento Penitenciário Federal, Secretaria de Segurança de São Paulo e PMSP foi deflagrada na manhã desta terça-feira (06) com o objetivo de desarticular o núcleo financeiro da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) responsável por recolher valores para financiamento de crimes nos estados do Paraná, São Paulo, Mato Grosso do Sul, Acre, Roraima, Pernambuco e Minas Gerais. A operação, batizada como 'Cravada' envolveu 180 policiais federais, que cumprem 55 mandados de busca e apreensão e 30 de prisão. Os mandados foram expedidos pela Vara Criminal de Piraquara, na região metropolitana de Curitiba, e atinge além da capital, os municípios de São José dos Pinhais, Paranaguá, Centenário do Sul, Arapongas, Londrina, Umuarama, Pérola, Tapejara, Cascavel e Guarapuava, no estado do Paraná. Mandados ainda estão sendo cumpridos em outros seis estados. Dos 30 mandados de prisão, 8 serão cumpridos em presídios. [caption id="attachment_39702" align="aligncenter" width="720"] Bilhetes apreendidos hoje e que seriam levados para dentro de prisões, servindo de comunicação entre quem estava fora e dentro das unidades. (Foto: Divulgação / PF)[/caption] INVESTIGAÇÃO O caso começou a ser investigado em fevereiro deste ano, a partir de informações obtidas acerca da existência do núcleo financeiro do PCC estabelecido na Penitenciária Estadual de Piraquara. Esse núcleo seria responsável por recolher e gerenciar as contribuições para a facção em nível nacional. Os pagamentos, também chamados de 'rifas', eram repassados à Organização Criminosa por meio de várias contas bancárias, e de maneira intercalada. Os bandidos, inclusive, usaram de táticas para dificultar o rastreamento dos valores. Para a Polícia Federal, o PCC movimentava pelo menos R$ 1 milhão por mês nas diversas contas usadas em benefício da facção. A Justiça determinou o bloqueio de mais de 400 contas suspeitas em todo o país. Os valores que passavam pelos bancos financiavam a compra de armas de fogo e de drogas para o PCC, além de providenciar o transporte, manutenção e estadia de familiares de detentos membros da facção próximos aos presídios onde eles estavam. Os investigados podem ser indiciados por Tráfico de Drogas, Associação para o Tráfico, Organização Criminosa e lavagem de dinheiro. [video width="848" height="480" mp4="https://24horas.com.br/wp-content/uploads/2019/08/WhatsApp-Video-2019-08-06-at-08.02.10.mp4"][/video]
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Londrina - PR
Atualizado às 09h35 - Fonte: Climatempo
25°
Alguma nebulosidade

Mín. 24° Máx. 36°

25° Sensação
24.2 km/h Vento
74% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (29/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 20° Máx. 36°

Sol com algumas nuvens
Quarta (30/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 21° Máx. 40°

Sol com algumas nuvens