Quarta, 23 de Setembro de 2020 13:15
(43) 99953-0833
Notícias Na

Na CNN, Belinati fala das ações contra o coronavírus em Londrina: "Salvar vidas em primeiro lugar"

Na CNN, Belinati fala das ações contra o coronavírus em Londrina: "Salvar vidas em primeiro lugar"

10/04/2020 20h23 Atualizada há 5 meses
Por: Redação
Na CNN, Belinati fala das ações contra o coronavírus em Londrina:
O prefeito de Londrina, Marcelo Belinati (PP), disse à CNN, nesta sexta-feira (10), que a cidade "montou uma estrutura de guerra" para lidar com o coronavírus e criou um fundo garantidor para ajudar micro e pequenos empresários. A cidade é a segunda maior do Paraná, tem 600 mil habitantes e, segundo a Secretaria Estadual de Saúde, 61 casos e duas mortes confirmados pelo novo coronavírus. De acordo com o prefeito, a cidade tem atuado em três frentes para conter os impactos do avanço da doença. "Bem antes, quando vislumbramos o que estava acontecendo na China, montamos um grupo de trabalho com três linhas específicas de atuação: saúde, assistência social e economia", informou ele. No cenário de ajuda econômica, o fundo garantidor irá ajudar os comerciantes da cidade com um limite de crédito individual de R$ 60 mil. "Em conjunto com as instituições financeiras do município, nós criamos um fundo garantidor, no qual a prefeitura, junto com a Câmara de Vereadores, estamos destinando R$ 3 milhões, o que vai possibilitar, em linhas de crédito, para os autônomos, micro e pequeno empresário R$ 30 milhões em linha de credito com juros muito pequenos", explicou. "O limite para cada um é de R$ 60 mil para que possam atravessar esse momento de crise", acrescentou. Ainda para atenuar os efeitos no bolso da população, a cidade prorrogou os vencimentos dos pagamentos de tributos municipais. O prefeito avalia que o esforço é possível para o momento. "Estamos fazendo o que é possível para uma prefeitura, porque a questão econômica depende muito mais do macro, seja do governo federal ou estadual, para dar amparo aos nossos empresários", disse.

Medidas na saúde 

No caso da saúde, o prefeito explicou que seis UBS (Unidade Básica de Saúde) e uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da cidade foram destacadas para atender apenas a casos de doenças respiratórias, além de ter sido feita a contratação de mais de 500 profissionais de saúde para ajudar nos atendimentos. "Nós montamos uma estrutura de guerra, nos preparando para o pior cenário possível, mas estamos trabalhando muito no sentido de que a gente não chegue nesse cenário. Reestruturamos toda a rede de saúde", declarou. Em isolamento social há cerca de três semanas, Londrina deve prorrogar a quarentena por, pelo menos, mais sete dias, segundo o prefeito. "Estamos praticando o isolamento social, eu diria que até mais rigoroso do que na grande maioria das cidades do Brasil. Nós devemos prorrogar o fechamento do comércio por mais uma semana pelo menos", disse o político. A reabertura, de acordo com ele, está sendo programada para ser feita de "forma gradual e com segurança, visando a vida e o bem-estar da nossa população". O prefeito ainda informou que as decisões tomadas pela prefeitura têm sido assessoradas por um grupo de médicos e infectologistas a fim de "ter uma passagem menos turbulenta por esse drama que o mundo está vivendo". "A gente colocou a ciência e a medicina em primeiro lugar. O que vale mais é a vida das pessoas", declarou. ASSISTA A ENTREVISTA COMPLETA *CNN Brasil
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
-
Atualizado às 21h00 - Fonte: Climatempo
°

Mín. 14° Máx. 29°

° Sensação
km/h Vento
% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (24/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 16° Máx. 31°

Sol com algumas nuvens
Sexta (25/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 17° Máx. 33°

Sol com algumas nuvens