Quarta, 21 de Outubro de 2020 13:53
(43) 99953-0833
Últimas Notícias Londrina

Londrina vira assunto no Twitter por relatos de violência sexual entre jovens e adolescentes

Londrina vira assunto no Twitter por relatos de violência sexual entre jovens e adolescentes

28/05/2020 02h25 Atualizada há 5 meses
Por: Derick Fernandes
Londrina vira assunto no Twitter por relatos de violência sexual entre jovens e adolescentes
Um movimento iniciado no Twitter levou o nome de Londrina ao quarto lugar nacional entre os assuntos mais comentados na noite desta terça-feira (27). Jovens meninas anônimas usaram o perfil de uma conta para desabafar sobre casos sofridos de violência sexual ou abusos praticados por meninos da cidade. A conta "Exposed Londrina" recebe por meio de mensagem direta (DM) os depoimentos das jovens que contam como foram violentadas ou submetidas a situações de constrangimento ou abusivas em festas, encontros ou até mesmo durante relacionamentos. + SIGA O 24HORAS NO TWITTER O assunto com a hashtag #ExposedLondrina chegou a quarto lugar entre os mais comentados. Mais de três mil tweets chamavam a atenção para o tema, que muitas vezes não é discutido dentro de casa, por medo ou receio da reação dos familiares e amigos. Em alguns dos depoimentos, as meninas contavam que os meninos se aproveitavam delas em festas ou situações de vulnerabilidade. Em um dos casos a menina relata que foi abusada enquanto estava embriagada em uma festa. Outras relatavam situações que ocorreram em boates ou casas noturnas. O que mais chama atenção diante disso é a idade das vítimas, e muitas vezes, dos agressores - São adolescentes, ou jovens adultos. O tema revela um tabu - a violência sexual praticada por jovens, ou menores de idade. As vítimas desse tipo de violência em sua maioria, não relatam os abusos e passam parte da vida carregando a experiência traumática como um segredo que elas gostariam de revelar, mas se sentem inseguras. A reportagem do 24Horas conversou com uma estudante, criadora do perfil @londrinaexposed. Ao ser questionada o que a motivou a criação da conta, ela explica que muitas vezes, situações de abuso ou assédio sexual são praticados por pessoas de convívio próximo. "Praticamente todas as meninas, de todas as idades, já sofreram algum abuso". [audio ogg="https://24horas.com.br/wp-content/uploads/2020/05/WhatsApp-Ptt-2020-05-28-at-01.19.46.ogg"][/audio] Ela também explica que a iniciativa pretende ajudar as meninas (com apoio moral e psicológico) e alertar sobre o assunto, que ela descreve estar presente em nosso dia-dia, sem a percepção da sociedade do que está acontecendo. [audio ogg="https://24horas.com.br/wp-content/uploads/2020/05/WhatsApp-Ptt-2020-05-28-at-01.22.11.ogg"][/audio]

"Esse assunto precisa ser debatido"

A jovem também defende a ampliação do debate sobre o assunto, tanto em casa quanto na escola. A violência sexual pode também ser caracterizada por outros subtipos. O assédio moral, psicológico ou assédio sexual são tipificados como crime pelo Código Penal Brasileiro. As redes sociais tem servido como um refúgio para essas meninas expressar o sentimento de determinação a discutir o tema, mas também de impotência diante do que já vivenciaram até aqui. [audio ogg="https://24horas.com.br/wp-content/uploads/2020/05/WhatsApp-Ptt-2020-05-28-at-01.25.37.ogg"][/audio] Ela também classifica o assunto como tabu, mas defende uma mudança de pensamento em relação a isso. "Nenhuma menina merece sofrer com essa culpa. Por isso o movimento foi criado, para mostrar que estamos juntas e que somos mais fortes que isso". A reportagem perguntou a estudante se ela em algum momento já passou por alguma situação parecida. "Passei várias situações como essa. São pouquíssimas as vezes que me lembre de ter saído e não ter sido assediada verbalmente", conta.

JUSTIÇA E DIREITOS

O "Exposed Londrina" além de tocar no assunto sobre violência sexual, assédio moral e abusos, também tem outro foco: Atrair a atenção das autoridades na busca por justiça e por direitos. Quando se fala em direitos, é o rigor da lei para punir os casos denunciados de assédio moral, que muitas vezes são esquecidos pela justiça. Para elas, a punição é um exemplo para evitar novas agressões nesse sentido. [audio ogg="https://24horas.com.br/wp-content/uploads/2020/05/WhatsApp-Ptt-2020-05-28-at-01.36.30.ogg"][/audio] [audio ogg="https://24horas.com.br/wp-content/uploads/2020/05/WhatsApp-Ptt-2020-05-28-at-01.37.55.ogg"][/audio]

MEDO SE TRANSFORMOU EM CORAGEM

A iniciativa de estudante foi tomada em conjunto com suas amigas. Ela conta que sentiu medo de receber processos por causa da criação da conta. Mas a proporção que o movimento tomou em poucas horas, rendeu muitos apoios, até mesmo de advogados que se sensibilizaram com os relatos das meninas. "Eu criei a conta, mas o movimento com a hashtag fui eu e mais algumas amigas que tiveram a mesma iniciativa. Não imaginávamos que iria tomar uma proporção tão grande", conta, entusiasmada, com a abertura do diálogo sobre esse tema.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Londrina - PR
Atualizado às 13h50 - Fonte: Climatempo
30°
Muitas nuvens

Mín. 17° Máx. 31°

31° Sensação
11 km/h Vento
52% Umidade do ar
0% (0mm) Chance de chuva
Amanhã (22/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 16° Máx. 30°

Sol com algumas nuvens
Sexta (23/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 16° Máx. 30°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.