Segunda, 18 de Janeiro de 2021 14:10
(43) 99953-0833
Notícias Forças

Forças de Segurança trabalham em conjunto para encontrar assassinos de PM em Londrina

Forças de Segurança trabalham em conjunto para encontrar assassinos de PM em Londrina

15/09/2020 13h17 Atualizada há 4 meses
2.652
Por: Redação
Forças de Segurança trabalham em conjunto para encontrar assassinos de PM em Londrina
A Polícia Militar de Londrina está trabalhando em conjunto com todas as forças de segurança (Guarda Municipal e Polícia Civil) para localizar os assassinos do policial Bruno Felipe Monteiro do Prado. O soldado foi morto na noite desta segunda-feira (14) de forma covarde na Zona Norte da cidade. Segundo o Major Marcos Tordoro, da 4ª Companhia Independente, o trabalho realizado é de inteligência e investigação. "Vamos identificar, localizar e capturar os envolvidos nesse crime", disse em nota. [caption id="attachment_56919" align="aligncenter" width="2560"] Policial foi executado na Zona Norte. Casal também foi baleado - Foto: Colaboração[/caption] Ainda conforme o oficial, o trabalho de policiamento ostensivo continua em Londrina com atendimento normal a ocorrências. Ele ainda pede que a população faça denúncias à Polícia Militar através do 190 e 181.

VEJA A NOTA

"A 4° CIPM está trabalhando em conjunto com o 5° BPM, Guarda Municipal e Polícia Civil para prender os criminosos. Este é um trabalho essencialmente de inteligência, que será desenvolvido pelo sistema de informações destes órgãos para identificação, localização e prisões dos envolvidos. Paralelamente às buscas das informações, está sendo realizado o trabalho normal de atendimento de ocorrências e patrulhamento, com a saturação e concentração de viaturas ostensivas nos bairros. Contamos com a ajuda de todos, cidadãos de bem e policiais militares da ativa e veteranos. As informações podem ser encaminhadas via 181 (Disk Denúncia)".

O CRIME

Bruno Prado, ou Soldado Prado, como era conhecido, tinha 32 anos e levou mais de dez tiros na noite desta segunda (14) na rotatória da Rodovia Carlos João Strass e Avenida Curitiba, no entorno do Lago Cabrinha, na Zona Norte de Londrina. Uma caminhonete Santa Fé foi usada no crime. Quatro indivíduos encapuzados participaram da execução. Momentos depois do homicídio, o carro foi encontrado incendiado na invasão do Flores do Campo, também na Zona Norte. A polícia acredita que os bandidos estejam escondidos ou fugiram para a região metropolitana. Cápsulas de pistola 380 e calibre ponto 40 foram encontradas no local do homicídio. Um casal que passava pelo local do crime também foi baleado na ação, e durante a madrugada, o jovem não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.