Sexta, 23 de Outubro de 2020 20:57
(43) 99953-0833
Eleições 2020 Sem eficácia

Buscando a reeleição, prefeito de Paranaguá diz à população: ivermectina ou 'tubo'

Marcelo Roque registrou em redes sociais ampla distribuição do medicamento – sem eficácia comprovada contra Covid-19 – até mesmo em estádio e em uma loja da Havan; tribunais de contas questionam compra de R$ 3 milhões sem licitação

13/10/2020 16h21 Atualizada há 1 semana
Por: Redação Fonte: apublica.org
Marcelo Roque em ginásio durante distribuição da ivermectina - Foto: Divulgação
Marcelo Roque em ginásio durante distribuição da ivermectina - Foto: Divulgação

Reportagem: Ana Beatriz Anjos / aPublica.org

Um homem de cabelo ruivo penteado para o lado, vestindo uma máscara cirúrgica, olha fixamente para a câmera. Enquanto fala com seus espectadores, entram e saem imagens dele próprio perto de um caminhão cheio de caixas. O homem carrega algumas por um caminho já lotado delas e, de repente, as caixas estão abertas. Em seu interior, há outras várias caixinhas menores, vermelhas. Ele pega duas, a câmera corta.

“Deixo bem claro que não é uma vacina. A ivermectina bloqueia o vírus e impede que a pessoa tenha sintomas mais agudos, evitando enfermarias, evitando assim as pessoas se agravarem para um leito de UTI”, diz. “Queremos centralizar a equipe aqui para distribuir mais rapidamente para a população.”

“Aqui” é a Arena Albertina Salmon, ginásio localizado na cidade portuária de Paranaguá, no Paraná. O homem é o prefeito Marcelo Roque (Podemos-PR), que no vídeo, postado em 16 de julho, anuncia a “distribuição em massa” à população de caixinhas vermelhas com comprimidos de ivermectina. O motivo ele explicou bem: com o remédio – utilizado para matar vermes e parasitas em animais e humanos –, ele espera tratar precocemente e até prevenir a Covid-19, que até dia 8 de outubro, segundo o Ministério da Saúde, já havia atingido mais de 4,2 mil moradores da cidade e matou outros 89. 

Nos comentários do post há muitos votos de parabéns ao prefeito pela iniciativa, desejos de que “Deus o abençoe” e até gente pedindo para que “os agentes de saúde distribuam de porta em porta”. A reação positiva de pelo menos parte da população é importante para Roque, que aos 46 anos está em plena campanha à reeleição.

Mas, ao contrário do que afirma o prefeito, a ivermectina não tem eficácia comprovada contra a Covid-19. Aliás, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a ciência até o momento não descobriu nenhum medicamento capaz de combater a doença – a entidade tem coordenado projetos de pesquisa sobre o assunto, mas por enquanto não se chegou a nenhuma conclusão. Até mesmo uma das principais fabricantes mundiais de ivermectina contraindica seu uso para combater a Covid. 

“Isso é uma tolice”, explica a médica pneumologista Margareth Dalcomo,

pesquisadora e professora da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). De acordo com ela, há uma razão muito clara para não se usar em pacientes com coronavírus a dosagem de ivermectina hoje à venda, indicada para o combate de sarna, piolho e lombriga, entre outros. “A ivermectina testada in vitro, em uma dose 13 vezes superior à concentração em vigência nos comprimidos vendidos comercialmente, mostrou uma modesta ação na replicação viral”, explica. “A utilização de comprimidos de ivermectina na dosagem usada para verminose é absolutamente inócua, não tem o menor sentido. Para que tivesse uma tentativa de sentido, precisaria de uma dose 13 vezes superior a essa”, o que não é recomendado, diz Dalcolmo.

GINÁSIO E ATÉ LOJA DA HAVAN VIRARAM PONTO DE DISTRIBUIÇÃO

A distribuição de ivermectina no ginásio Albertina Salmon teve início em 17 de julho, oito dias depois de Roque anunciar em suas redes sociais que a medicação seria comprada pela prefeitura. Na postagem, ele afirmou que o objetivo era “imunizar a população paranaguara”, e revelou a possível fonte de inspiração para a medida: a cidade catarinense de Itajaí. “Em conversa com o prefeito de Itajaí, dr. Volnei Morastoni, recebemos informações importantíssimas acerca da sua experiência na aquisição e distribuição do medicamento para população”, escreveu. 

A prefeitura de Itajaí havia começado a distribuir a ivermectina para tratar Covid-19 em 7 de julho, apenas quatro dias antes do post de Roque. No mês seguinte, o prefeito Volnei Morastoni (MDB-SC), médico, ganharia a atenção da imprensa ao sugerir que seria uma boa ideia usar ozonioterapia retal para tratar pacientes com Covid-19 – outro tratamento sem eficácia comprovada contra a doença.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Londrina - PR
Atualizado às 20h50 - Fonte: Climatempo
21°
Chuva fraca

Mín. 19° Máx. 30°

21° Sensação
19 km/h Vento
100% Umidade do ar
90% (15mm) Chance de chuva
Amanhã (24/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 18° Máx. 26°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Domingo (25/10)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 19° Máx. 28°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.