Domingo, 17 de Janeiro de 2021 19:07
(43) 99953-0833
Paraná PANDEMIA

Governo do Paraná vai decretar toque de recolher das 23h às 05h em todo estado para frear Covid-19

Declaração foi do secretário estadual de Saúde Beto Preto.

01/12/2020 14h03 Atualizada há 2 meses
10.222
Por: Derick Fernandes
Secretário de Saúde do Paraná, Beto Preto - Foto: Gilson Abreu / AEN
Secretário de Saúde do Paraná, Beto Preto - Foto: Gilson Abreu / AEN

O Governo do Paraná pode decretar uma medida que prevê toque de recolher durante a madrugada em todas as cidades do estado. Segundo o secretário de Saúde do Paraná, Beto Preto, a medida é para evitar a disseminação do coronavírus, cujo o número de casos explodiu durante o mês de novembro, principalmente em Curitiba e em Maringá.

Nesta segunda-feira (30), por exemplo, a capital atingiu um novo recorde de doentes da Covid-19 capazes de transmitir o vírus. Foram 1.254 novos casos e mais 16 mortes. Curitiba tem 13.829 casos ativos da doença.

"Precisamos tomar alguns cuidados com a circulação de pessoas, o que aumenta também a circulação do vírus. Uma das medidas que estão sendo colocadas em um decreto do governo diz respeito à um bloqueio; Um toque de recolher, entre às 23h até as 05h do dia seguinte, até baixarmos esse número", explicou Beto Preto.

"Queremos diminuir o fluxo de pessoas para que elas fiquem em casa. É difícil mas queremos uma estratégia ampla sem que atinja as atividades comerciais", reforçou.

Já a secretária de saúde de Curitiba alertou nesta segunda-feira que a capital pode ficar sem leitos de UTI. "Não é porque não ofertamos, é porque está no limite. Não temos mais equipes. É momento de olhar olho no olho e falar que temos um período difícil para os próximos 20 dias, justamente no período de natal", disse Márcia Huçulak.

FESTAS DE FINAL DE ANO

O secretário Beto Preto também pediu conscientização quanto as festas de final de ano e pediu para que elas não aconteçam no período. "Estamos com mais de 500 casos de surtos de covid no Paraná. Surtos familiares, em empresas, ou seja, o vírus está em transmissão comunitária. É preciso conscientização pública", alertou.

Ele acusa os jovens de serem responsáveis por infectar parentes por participarem de festas e aglomerações.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.