Segunda, 18 de Janeiro de 2021 13:18
(43) 99953-0833
Paraná ISOLAMENTO

Praias do Paraná podem ser fechadas no Natal e Ano Novo

Tudo vai depender do aumento ou não dos casos, segundo Beto Preto.

19/12/2020 16h59 Atualizada há 4 semanas
5.866
Por: Derick Fernandes
Foto: Divulgação / Prefeitura de Matinhos
Foto: Divulgação / Prefeitura de Matinhos

O Governo do Paraná não descarta o endurecimento de medidas de restrição durante a temporada de verão no litoral do estado. Com o objetivo de combater o coronavírus, as autoridades de saúde e de segurança lançaram na sexta-feira (18) a operação Verão Consciente. O principal objetivo é evitar aglomerações nas festas de Natal e Ano Novo, mas medidas mais rígidas podem ser aplicadas, inclusive nas faixas de areia.

Conforme o secretário estadual da Saúde, Beto Preto, o governo não é contra a abertura de praias, e essa posição permanece desde que seja mantido o distanciamento social. "Se entendermos que o distanciamento não está sendo cumprido, vamos ter que optar, ou opinar, por medidas diferentes", disse.

Na prática, isso significa até mesmo o fechamento das praias do Paraná no período de temporada. O governo nesse caso deve atuar junto às prefeituras para fechar o acesso à faixa de areia.

"Continuamos com mais de 2 mil casos de Covid-19 por dia no Paraná, o que equivale a outros 8 mil não identificados. É um número alto. O limite entre o que é razoável e não é razoável é muito próximo, e isso irá nos acompanhar no verão", declarou Beto Preto.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), a Polícia Militar irá orientar os veranistas quanto ao distanciamento. A fiscalização caberá à PM e terá apoio ainda de um grupo de fiscais da Superintendência Geral do Esporte, para as práticas desportivas de praia.

Durante algumas vezes no período de pandemia, Matinhos e Guaratuba já chegaram a fechar as faixas de areia para evitar a propagação do coronavírus. Entretanto, as orlas foram liberadas nos períodos de baixa dos casos.

BARREIRAS SANITÁRIAS NAS RODOVIAS

O governo também estuda, segundo Beto Preto, a implantação de barreiras sanitárias na entrada das cidades do litoral. "Estamos avaliando essa possibilidade e devemos ter novidades sobre isso na semana que vem. Porém, é preciso destacar que o ir e vir da população está garantido. Quem tem algum sintoma, como tosse ou febre, precisa avaliar isso antes de sair de casa", declarou.

O secretário ainda apelou para que a população que tem a opção de não ir a praia, que permaneçam em suas cidades nesse momento. "Eu insisto, aqueles que tem a escolha de não descer para a praia e quiserem ficar em casa, é bem melhor nesse momento", concluiu.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.