Sexta, 15 de Janeiro de 2021 11:30
(43) 99953-0833
Litoral VIOLÊNCIA

Homem é preso por matar duas idosas a tijoladas por causa de R$ 50 no Paraná

Crime aconteceu em Antonina; Assassino discordou de pagamento por serviço de roçada

07/01/2021 14h55
Por: Derick Fernandes
Vítimas eram vizinhas e amigas - Foto: Arquivo pessoal
Vítimas eram vizinhas e amigas - Foto: Arquivo pessoal

Um crime bárbaro chocou os moradores de Antonina, no litoral do Paraná, na quarta-feira (06). Um homem matou duas idosas de 65 e 68 anos a tijoladas, após discordar do pagamento de R$ 50 por um serviço de roçagem, que ele havia feito na casa de uma delas. 

O assassino é Eduardo Policarpo, de 38 anos. Preso no mesmo dia do crime, ele confessou o duplo-homicídio; Conforme a delegada de Antonina, Vanessa de Lima e Silva, ele confirmou que havia prestado um serviço a uma das vítimas um dia atrás, e ficou insatisfeito com o valor pago. Diante disso, ele retornou ao endereço da idosa para rediscutir o valor. 

"Nesse momento, segundo ele, ela teria o ofendido, ele teria se exaltado e pegou o tijolo, golpeando a cabeça dela", disse a delegada.

Conforme a polícia, após o crime, o homem foi até a casa da vizinha da primeira vítima, onde realizaria outro serviço, levando o celular da mulher e o tijolo usado no crime. De lá, ele mandou uma mensagem para o celular da vizinha da casa onde ele estava trabalhando, se passando pela idosa, como se ela estivesse passando mal ou precisando de ajuda.

A polícia disse que Policarpo confirmou que a intenção dele era que a primeira situação parecesse um acidente, e a polícia não fosse acionada. No entanto, a vizinha ao ler a mensagem, chamou socorro e familiares da vítima, que encontraram a idosa já em óbito. A tentativa de se safar, levou o criminoso a cometer o segundo homicídio. 

 

A delegada relatou que a mulher foi assassinada da mesma forma (a tijoladas) quando retornou pra casa. No depoimento, o assassino contou que não gostou da segunda vítima ter pedido por socorro, e por isso cometeu o crime. 

Os familiares da primeira idosa morta pelo homem desconfiaram das mensagens enviadas pelo celular e ao questionarem a vizinha, encontraram a mulher também em óbito. 

"Para garantir que realmente não fosse acionada a polícia ele afirmou que acabou ocasionando a morte da segunda testemunha, que era a única que vincularia ele ao local do crime", disse a delegada.

PRISÃO

A polícia informou que um cerco foi montado na região e Carlos Eduardo Policarpo foi preso quatro horas após o crime. A investigação obteve imagens de câmeras de segurança de um mercado, por onde o homem passou antes dos crimes. As imagens ajudaram a identificá-lo.

Os policiais também encontraram uma bicicleta e o celular da primeira vítima na casa da segunda idosa morta; As provas foram usadas para ligar o homem aos assassinatos. Segundo a Polícia Militar (PM), no momento da prisão o homem alegou tomar remédios controlados, e estaria sob o efeito dos medicamentos.

O argumento, no entanto, não impediu que ele fosse autuado em flagrante. O homem está preso por duplo homicídio qualificado por motivo torpe, e também será indiciado por tentativa de impunidade.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Londrina - PR
Atualizado às 11h12 - Fonte: Climatempo
25°
Muitas nuvens

Mín. 22° Máx. 28°

25° Sensação
13 km/h Vento
79% Umidade do ar
83% (20mm) Chance de chuva
Amanhã (16/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 20° Máx. 29°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Domingo (17/01)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 21° Máx. 26°

Sol com muitas nuvens e chuva