fbpx
PUBLICIDADE
LondrinaNotíciasPolícia
URGENTE
Tendência

Exclusivo: Mensagens mostram frieza do pai de Eduarda Shigematsu

Na manhã que o corpo da menina foi encontrado, Ricardo Seidi conversou com a mãe da menina.

Mensagens trocadas por WhatsApp mostram a frieza de um homem que horas depois da conversa, confessou ter assassinado e enterrado o corpo da filha, Eduarda Shigematsu, de 11 anos, nos fundos de uma casa em Rolândia, na região metropolitana de Londrina.

Com exclusividade, o 24Horas teve acesso a troca de mensagens entre Ricardo Seidi e Jéssica Pires, mãe da garota, na manhã deste domingo (28). Nas mensagens, Ricardo se mostra ‘esperançoso’ com o possível regresso da filha, e ao mesmo tempo demonstra nervosismo quando é confrontado com informações apuradas pela Polícia Civil.

VEJA AS MENSAGENS:

O corpo de Eduarda foi encontrada nos fundos de uma casa onde ele já havia residido com a menina. Imagens de câmeras de segurança da vizinhança mostram quando Ricardo chega ao local acompanhado da garota, e sai logo em seguida sem a filha.

A casa está desocupada e estava sendo alugada por Ricardo. Segundo a mãe, o homem vive em boas condições financeiras e tem vários bens, inclusive uma empresa. Ele entrou na justiça para retomar a guarda de Eduarda, alegando que a mãe não tinha condições de mantê-la, e que ele poderia dar uma vida melhor para a criança.

Ela falou com exclusividade à reportagem do 24Horas. Ouça:


PEDIDO DE AJUDA

Nas redes sociais, Ricardo fingindo estar preocupado com o sumiço da filha chegou a compartilhar publicações que noticiavam o desaparecimento da garota. Eduarda sumiu no dia 24 de abril, quando foi vista pela última vez depois de chegar da escola e deixar a mochila em casa.

Leia também

Botão Voltar ao topo
Fechar