Mulher encontrada morta com sinais de estupro em Londrina é identificada

Leia também:

Londrina vira assunto no Twitter por relatos de violência sexual entre jovens e adolescentes

Elas chamam a atenção para casos de violência e abusos, e pedem por Justiça.

Aumento dos casos de coronavírus em Londrina leva MP a pedir novo fechamento do comércio

Promotoria diz que cidade não segue recomendações científicas.

Guardas Municipais são indiciados pela morte de adolescente de 16 anos em Londrina

Crime aconteceu em outubro de 2019 no Jardim Bandeirantes.
Derick Fernandeshttps://www.24horas.com.br
O jornalista Derick Fernandes é editor chefe do 24Horas
- Publicidade -

O corpo encontrado no final da manhã desta sexta-feira (31) na Zona Norte de Londrina é de Gisele Alves de França Melo, 32 anos.

Ela desapareceu na noite de segunda-feira (27) quando foi vista pela última vez em frente a um motel localizado na Leste-Oeste, no centro da cidade.

Familiares dela procuraram informações sobre o paradeiro de Gisele, até que no final desta manhã, o corpo dela foi encontrado na estrada que dá continuação à avenida Saul Elkind, no sentido Ibiporã. O corpo estava sem roupas e com sinais de violência sexual. Um preservativo também foi encontrado ao lado do corpo e foi recolhido pela perícia.

O corpo de Gisele foi recolhido ao Instituto Médico-Legal (IML) de Londrina, onde foi reconhecido por familiares. A Delegacia de Homicídios instaurou inquérito para apurar o caso; Até o momento, ninguém foi preso.

Fique ligado:

- Publicidade -