23 C
Londrina

ANP interdita postos em Londrina e outras 15 cidades do Paraná

Leia também:

Homem morre em acidente entre moto e ônibus na Dez de Dezembro

Acidente aconteceu próximo ao acesso do Jardim Piza, na Zona Sul.

Pai, mãe e filho morrem em acidente na BR-101 em Jaguaré, no ES

Vítimas estavam indo passar o feriado de carnaval no litoral.

Homem traído pela mulher se pendura na rede elétrica no Centro de Londrina

Ele tentou suicídio, mas não sofreu ferimento algum.
Redaçãohttps://www.24horas.com.br
Reportagens da Redação 24Horas
- Publicidade -

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) interditou 35 postos de combustíveis em Londrina e em outras 15 cidades do Paraná. A ação de fiscalização feita entre os dias 17 e 22 de agosto, apontou irregularidades que levaram a interdição dos estabelecimentos.

183 postos, além de uma distribuidora em 16 cidades do Paraná foram fiscalizados. A fiscalização aconteceu em Curitiba, Colombo, Pinhais, Araucária, São José dos Pinhais, Agudos do Sul, Maringá, Guarapuava, Pinhão, Candói, Laranjeiras do Sul, Ponta Grossa, São João do Triunfo, Londrina, Foz do Iguaçu e Cascavel

Conforme a ANP, a ação foi desenvolvida com base em denúncias feitas à agência em parceria com o Instituto de Pesos e Medidas do Paraná (Ipem). Ao todo a agência informou que interditou 31 bicos de bombas que forneciam volume abaixo do que era registrado.

Em um dos casos, os fiscais interditaram sete bicos de abastecimento, que desviavam pouco mais de um lito de combustível a cada 20 abastecidas.

Outros três postos que vendiam combustíveis fora dos padrões de qualidade também foram fechados. Os estabelecimentos estavam localizados em Foz do Iguaçu, no oeste, e Curitiba.

Ainda um posto que não tinha autorização para funcionar foi fechado em Londrina, além de outro posto na Grande Curitiba por causa da presença de solvente na gasolina.

MULTA

Conforme a ANP, os postos que foram autuados ou interditados devem receber multas em valores que começam em R$ 20 mil a R$ 5 milhões. Ainda conforme a agência, mesmo com a regularização dos itens fiscalizados, os postos vão responder processo administrativo.

Denúncias podem ser feitas para a ANP por meio do telefone 0800 970 0267 ou pelo site da agência.

Assine nossa Newsletter

Receba diariamente as principais notícias do Paraná e do Brasil.

Comentários

#Face24H

- Publicidade -