SIGA O 24H

Curitiba

Governador Ratinho Jr cede avião para Lula ir ao enterro do neto

Arthur Lula da Silva faleceu na tarde desta sexta-feira (01).

Publicado

em

CURITIBA – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixou a carceragem da Polícia Federal (PF) em Curitiba para ir ao velório do neto, Arthur Araújo Lula da Silva, de 7 anos, que morreu em decorrência de complicações de meningite bacteriana na tarde de ontem (01) em São Paulo.

Lula saiu da PF e foi direto ao Aeroporto de Curitiba, onde embarcou em um avião oficial cedido pelo governador do Paraná, Ratinho Junior. O avião foi solicitado pela superintendência da PF para realizar o transporte do ex-presidente até São Paulo.

O ex-presidente pediu autorização para comparecer ao velório do neto logo após ser comunicado de seu falecimento. A autorização partiu da juíza Carolina Llebos, da 12ª Vara Federal de Curitiba. O sepultamento de Arthur será neste sábado (02) em Santo André, no ABC Paulista.

A criança faleceu por volta das 12h36 desta sexta-feira (01) em razão do agravamento do quadro infeccioso da meningite meningocócica. O menino deu entrada na UTI do Hospital Bartira por volta das 07h20 na mesma manhã, com quadro de saúde instável.

Publicidade

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Curitiba

Dois bandidos são mortos em confronto com a PM na Linha Verde, em Curitiba

Tiroteio aconteceu na altura do Pinheirinho.

Publicado

em

Foto: Colaboração / WhatsApp

Um confronto entre policiais e criminosos terminou com dois bandidos mortos no fim da manhã desta terça-feira (12) na Linha Verde, altura do Pinheirinho, em Curitiba.

Segundo informações iniciais, os bandidos estavam em um carro roubado, e não respeitaram a ordem de parada do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) da Polícia Militar (PM)

Eles estariam armados, conforme informou a PM, e teriam disparado contra a viatura.

No revide, os indivíduos acabaram sendo atingidos e morreram no local. O Siate foi acionado, mas nada pode ser feito.

Foto: CIC Alerta

Leia Mais

Curitiba

Menino de 12 anos mata vizinha a facadas e diz que se inspirou em jogo

Criança disse aos policiais que ‘queria ver como era matar alguém’.

Publicado

em

Foto: Reprodução

Um adolescente de 12 anos foi apreendido depois de entrar na casa da vizinha, uma senhora de 65 anos, e matá-la com três facadas pelas costas. O crime aconteceu na madrugada de sexta-feira (18) no bairro Cajuru, em Curitiba.

A vítima chegou a ser socorrida ao Hospital Cajuru, mas não resistiu e morreu logo em seguida. A vítima era conhecida da família do garoto, que sempre estava visitando a casa da idosa. O garoto disse ter se inspirado em no jogo eletrônico Free Fire para cometer o crime.

O menino fugiu logo após o crime, mas foi encontrado pela mãe, que o levou para casa e acionou a Polícia Militar (PM). A criança ainda contou que o objetivo era fazer igual ele via nos jogos: “Queria ver como é matar alguém”.

DETIDO

O menino foi levado para a Delegacia do Adolescente. Lá ele foi ouvido pela promotora e deve ser encaminhado ao Centro de Socioeducação (Cense). Ele pode ficar até três anos detidos pelo crime de homicídio.

Leia Mais

Curitiba

Mulher é morta na frente do filho de 4 anos na região de Curitiba

Criança foi deixada sozinha dentro do carro; Corpo da mulher foi desovado

Publicado

em

Uma cena chocante em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, na noite desta quarta-feira (16). Um menino de 4 anos estava sozinho dentro de um Renault Kwid branco, atolado no meio de um matagal na beira de um rio, às margens da rua Rotterdan, limite com Piraquara. O corpo da mãe dele, Beatriz Stefanichan de Almeida Santos, de 25 anos, foi encontrado boiando dentro da água, vítima de um assassinato.

O subtenente Valdir, do Batalhão de Polícia de Guarda, explicou que a situação entrou à Polícia Militar (PM) depois que um casal teria visto a mulher machucada dentro do carro.

“A situação começou no fim da tarde, como se fosse um sequestro de um carro. Posteriormente, o veículo foi localizado neste local onde está agora. A criança foi resgatada e a mulher não, mas havia muito sangue no carro. Dentro do rio, então, encontramos o corpo submerso”, descreveu.

A criança foi resgatada pela Força Nacional e entregue aos avós, de acordo com o investigador Sérgio Klaar, da Polícia Civil de Piraquara. “O menino estava dentro do carro, sozinho, e a Força Nacional chegou. Posteriormente, encontramos o corpo da mãe boiando dentro da água”, descreveu.

O investigador ainda explicou que o latrocínio (roubo seguido de morte) é uma hipótese, mas não a única linha de investigação. “Ainda estamos caminhando na investigação. Não dá para descartar nenhuma hipótese. Pelo o que conseguimos constatar, houve luta corporal dentro do carro. Apenas a perícia vai dizer a arma usada pelo assassino”, disse.

O corpo da mulher foi recolhido ao Instituto Médico Legal de Curitiba (IML).

Com informações da Banda B

Leia Mais
Publicidade

Curta o 24Horas