24 C
Londrina

DER manda Econorte tirar cancelas extras do pedágio de Jataizinho

Leia também:

Policial morre em confronto durante assalto a banco em Telêmaco Borba

Bandidos estavam armados com fuzis e escopetas.

Homem traído pela mulher se pendura na rede elétrica no Centro de Londrina

Ele tentou suicídio, mas não sofreu ferimento algum.

Filha de Silvio Santos pede demissão do SBT

Nesta quinta-feira (20) a apresentadora do "Bom dia e Cia", Silvia Abravanel, filha de Silvio Santos, surpreendeu a todos com um pedido de demissão. A confusão começou quando Silvia ficou indignada com uma fake news, falando que sua equipe teria ficado dispersa no programa de segunda-feira (17), pois a apresentadora teria faltado. Na quarta-feira (19), Silvia chamou no palco, ao vivo, membros de sua equipe para justificar sua falta. 
Derick Fernandeshttps://www.24horas.com.br
O jornalista Derick Fernandes é editor chefe do 24Horas
- Publicidade -

O Departamento de Estradas e Rodagem do Paraná (DER-PR) notificou, nesta segunda-feira (07), a concessionária Econorte, para que sejam removidas as cancelas extras e outros dispositivos de redução de velocidade instalados na praça de pedágio de Jataizinho, na Região Metropolitana de Londrina.

A concessionária havia instalado os dispositivos antes das cabines para evitar que os motoristas passassem sem pagar o pedágio na BR-369, considerado o mais caro do estado. Além dos redutores, seguranças particulares também haviam sido contratados pela empresa.

A rodovia é a principal rota de ligação entre o Norte do Paraná e o estado de São Paulo. A tarifa para carros na praça de Jataizinho custa R$ 23,70. A rodovia não é duplicada.

REVOLTA

A cancela extra e os seguranças causaram revolta entre alguns usuários. Neste domingo (06), centenas de manifestantes se reuniram na praça durante um protesto. As cancelas foram quebradas e vários motoristas passaram sem pagar a tarifa.

Foto: Colaboração / WhatsApp 24Horas

No entanto, nesta segunda, novas cancelas foram reinstaladas pela Econorte, e os usuários levavam entre 4 e 6 minutos para chegar até a cabine de cobrança e pagar a tarifa.

O DER informou que as cancelas extras e redutores foram implantados sem análise e aprovação do órgão, responsável pela concessão da rodovia. Por meio de nota, o Departamento também informou que a instalação de lombadas em rodovias públicas depende de autorização do responsável pela estrada, e que deve ser acompanhada de sinalização horizontal e vertical.

A Econorte, por sua vez, se defende e diz que o novo sistema dará mais conforto ao usuário, deixando o local mais seguro, e também para evitar que motoristas não pagem a tarifa.

A concessionária afirma que os dispositivos estão sinalizados e que ainda não foi notificada pelo Departamento.

Assine nossa Newsletter

Receba diariamente as principais notícias do Paraná e do Brasil.

Comentários

#Face24H

- Publicidade -