fbpx

KFC chega ao Paraná e planeja unidades para Londrina e Maringá

Primeiras unidades começam a funcionar até novembro na capital.

A gigante americana KFC deve abrir as primeiras lojas no Paraná a partir de novembro. Já são três unidades confirmadas, a princípio, todas em shoppings de Curitiba. A franquia terá unidades nos shoppings Palladium, Mueller e Estação. O investimento é de R$ 7,5 milhões.

A demora para iniciar as atividades no estado se deu devido a mudança de franqueado e local das operações. As informações são do diretor-geral da KFC no Brasil, Ildefonso de Castro Deus, em entrevista ao caderno Bom Gourmet, da “Gazeta do Povo”.

A previsão inicial era que a KFC abrisse em Curitiba em dezembro do ano passado, e ainda teria uma quarta unidade no Shopping Curitiba. Mas conforme Ildefonso, o antigo franqueado não atendeu às expectativas da marca, e as operações no estado foram colocadas em espera.

“Preferimos segurar a abertura das lojas e sair em busca de um novo operador em Curitiba. Foi melhor assim, senão o KFC poderia abrir comprometendo a qualidade”.

Nesse meio tempo, a empresa abriu negociações com o casal Edgard e Débora Grossi. Ambos já são empresários conhecidos, e controlam as operações do Wizard no Paraná. “Eles foram escolhidos por terem a capacidade financeira e dedicação. Já são o segundo maior franqueado da Wizard no Brasil” pontuou Ildefonso.

Edgard Grossi contou como foi essa aproximação da KFC. “Começamos a conversar entre outubro e dezembro. Passamos por um intenso treinamento nas próprias lojas brasileiras da rede e estamos prontos para começar a operar”, disse o empresário.

Tradicional frango crocante da KFC – Foto: Arquivo

Além de Curitiba, o casal também vai operar as futuras unidades da franquia no Paraná. Eles planejam ainda mais duas lojas para a capital, nos shoppings Barigui e Jockey Plaza. O KFC também planeja lojas de rua com drive thru e delivery, dependendo da aceitação da marca.

EXPANSÃO NO PARANÁ

A KFC ainda planeja abrir as portas em Londrina e Maringá, além de estudar possibilidades de expandir para outras cidades no interior do Paraná, entretanto, não há previsão de datas para o início das operações. O diretor geral da KFC disse que a escolha do operador em Curitiba acontece devido à estratégia nacional de expansão da marca, com foco em poucos franqueados.

Até o final de 2019 serão mais 35 restaurantes em Belo Horizonte, interior de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília, que se somam às já existentes 43 operações em oito estados.

Em 2020 a empresa planeja a abertura de mais 60 lojas entre o Nordeste e o Sul do Brasil, chegando a até 500 operações em 2027 entre shoppings e pontos de rua.

O diretor da companhia relembra que, apesar da crise financeira, o KFC cresceu 35% no país somente no ano passado, e em 2019 já passa de 50% até agosto. “Temos expectativa grande com o país.” reforça.

O franqueado paga cerca de R$ 2 milhões por cada loja dependendo do tamanho da operação.

Leia também

Botão Voltar ao topo
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar