Em Londrina, PF prende aposentada por invalidez que trabalhava em escola

Leia também:

Londrina vira assunto no Twitter por relatos de violência sexual entre jovens e adolescentes

Elas chamam a atenção para casos de violência e abusos, e pedem por Justiça.

Aumento dos casos de coronavírus em Londrina leva MP a pedir novo fechamento do comércio

Promotoria diz que cidade não segue recomendações científicas.

Guardas Municipais são indiciados pela morte de adolescente de 16 anos em Londrina

Crime aconteceu em outubro de 2019 no Jardim Bandeirantes.
Derick Fernandeshttps://www.24horas.com.br
O jornalista Derick Fernandes é editor chefe do 24Horas
- Publicidade -

A Polícia Federal prendeu em Londrina na manhã de terça-feira (04), uma mulher de 30 anos, suspeita de fraudar a Previdência Social. De acordo com os investigadores, a mulher recebia uma aposentadoria por invalidez enquanto trabalhava em uma escola infantil no centro da cidade.

A mulher foi presa dentro de uma agência bancária quando conferia o saldo do pagamento de mais uma parcela do benefício. Segundo a Polícia Federal, a investigada recebia por invalidez, quando na verdade, apresentava plenas condições laborais e continuava trabalhando normalmente em uma escola infantil. O benefício foi pago a ela por pelo menos um ano. Segundo a estimativa do INSS, caso a fraude não fosse descoberta, o prejuízo ao INSS chegaria a R$ 700 mil.

A suspeita foi encaminhada ao presídio em Londrina e vai responder pelo crime de estelionato qualificado, cuja pena pode chegar a mais de seis anos de prisão.

A aposentadoria por invalidez é direcionada apenas ao trabalhador que esteja permanentemente incapaz para exercer qualquer atividade laboral e que também não possa ser reabilitado em outra profissão.

Fique ligado:

- Publicidade -