- Publicidade -
- Publicidade -

Indicativo de greve na UEL: prazo para pagamento de salários é até dia 31

Leia também:

Silvio Santos se envolve em processo de paternidade, e pode ser pai novamente

O apresentador Silvio Santos, também dono do SBT (Sistema Nacional de Televisão) poderá ser papai novamente.

Rapaz que morreu em acidente de kart estava feliz porque ia ser pai

Tragédia abalou amigos e familiares do rapaz.
Redaçãohttps://www.24horas.com.br
Reportagens da Redação 24Horas
- Publicidade -

Em assembléia realizada na tarde desta segunda-feira (29), os representantes do Sindicato dos Professores do Ensino Superior Público Estadual de Londrina e Região (Sindiprol/Aduel) aprovaram o indicativo de greve em caso de não pagamento dos salários dos professores e servidores da universidade até o dia 31 de janeiro. A decisão engloba os servidores técnico-administrativos da Universidade Estadual de Londrina (UEL) e do Hospital Universitário (HU).

De acordo com o vice-presidente do Sindiprol, Nilson Magagnin Filho, se não houver o pagamento dos salários até o prazo estipulado, ocorrerá uma nova assembléia na quinta-feira (1º) para deflagrar a greve.

Segundo a UEL, na quarta-feira (24), os documentos necessários para que os salários sejam depositados foram enviados para a Secretaria de Administração e Previdência do Paraná.

Na semana passada, os servidores e professores da UEM definiram em assembléia pela não divulgação dos resultados dos vestibulares da universidade enquanto o salário não fosse quitado.

O Governo do Paraná informou que poderá não repassar a verba destinada aos salários dos servidores da UEM e da UEL, devido a não adesão, por parte das universidades, ao RH-Paraná Meta4.

(Com informações do Bonde)

Assine nossa Newsletter

Receba diariamente as principais notícias do Paraná e do Brasil.

Comentários

#Face24H

- Publicidade -