Londrina tem o primeiro caso de coronavírus em um asilo

75 idosos moram no asilo onde aconteceu a contaminação.

Leia também:

Londrina vira assunto no Twitter por relatos de violência sexual entre jovens e adolescentes

Elas chamam a atenção para casos de violência e abusos, e pedem por Justiça.

Homem que estava em carro roubado morre em confronto na BR-369 em Cambé

Homem estava armado. Polícia encontrou droga no carro.
Derick Fernandeshttps://www.24horas.com.br
O jornalista Derick Fernandes é editor chefe do 24Horas
- Publicidade -

O idoso de 94 anos que morreu por causa do coronavírus nesta sexta-feira (20) em Londrina, morava em uma casa de repouso com outros idosos. A informação foi revelada durante coletiva na tarde desta sexta pelo prefeito Marcelo Belinati.

É o primeiro caso de contágio em uma casa de repouso na cidade. Atualmente, três instituições conveniadas à prefeitura abrigam 235 idosos e 176 funcionários. 75 idosos moram exatamente nessa instituição onde houve a contaminação.

A situação foi descrita como preocupante pelo prefeito. Após a confirmação da infecção do idoso, a prefeitura informou que agiu para isolar e testar os demais moradores da casa. “Existe um convívio muito próximo entre eles, e estamos monitorando e testando todos os idosos que por ventura tiverem sido infectados”, disse.

Prefeito e secretários falaram sobre o caso durante coletiva – Foto: Reprodução

+ LONDRINA: Vigésima morte confirmada por Covid-19
+ VEJA A SITUAÇÃO DO PARANÁ

Belinati ainda lembrou que as instituições existem em Londrina há 60 anos e sempre desenvolveram trabalhos essenciais na cidade. “As instituições sempre seguiram todas as normas, são altamente respeitadas e juntas contribuem muito com a cidade. Nossa preocupação é com os idosos e com os funcionários, que podem estar assintomáticos”.

A secretária do Idoso Andreia Ramondini, que participou da coletiva, lembra ainda que a cidade já distribuiu os EPIs para os funcionários e indicou o revezamento deles no momento do banho dos idosos, onde geralmente há um contato pessoal entre os profissionais e os pacientes. “Estamos prestando todo o suporte necessário para todas as instituições, não só com equipamentos, macacões, mas também com orientação e acompanhamento”, disse.

Felippe Machado, secretário de saúde, respondeu aos jornalistas que os exames já foram coletados em todos os idosos, e o resultado está sendo aguardado. “A literatura diz que o coronavírus leva três dias entre a infecção e o início dos sintomas. Os idosos das casas de repouso estão assintomáticos, e a secretaria já procedeu com os testes. Agora estamos aguardando os resultados”, disse.

Fique ligado:

- Publicidade -