fbpx

Morte de jovem em Guaravera revolta moradores, que reclamam da falta de médicos

População do distrito reclama de descaso das autoridades.

Moradores de Guaravera, distrito na Zona Sul de Londrina, se revoltaram com a morte de um rapaz de 18 anos na tarde desta quinta-feira (12).

Segundo os populares, o atendimento médico é precário na localidade, e em casos graves, o paciente precisa se deslocar até Tamarana, a 25 quilômetros do distrito. “O único posto de saúde funciona das 7h às 15h, mas o médico vai embora ao meio-dia e apenas quatro técnicas de enfermagem e uma enfermeira ficam na UBS.”

João Eduardo Fonseca morreu em razão de um ataque cardíaco. Ele era diabético e chegou inconsciente ao posto de saúde. Ele foi levado pelo avô e apresentava taxa de glicemia acima do tolerado, além disso, João era obeso.

Guardas Municipais e profissionais da UBS tentaram reanimá-lo até a chegada do helicóptero do Samu, mas ele não resistiu. Segundo os moradores, o socorro a João chegou apenas depois de uma hora e meia, tempo que foi contestado pela Secretaria de Saúde – que informou que o socorro chegou em apenas 15 minutos, mas que nada pode ser feito para salvá-lo, conforme o secretário Felippe Machado.

Moradores de Guaravera se dizem esquecidos pela prefeitura, e informam que a promessa de aumentar o quadro médico do distrito existe há muitos anos.

Comentários

Leia também

Botão Voltar ao topo
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar