24 C
Londrina

Pais protestam na portaria do Colégio Hugo Simas, em Londrina

Leia também:

Policial morre em confronto durante assalto a banco em Telêmaco Borba

Bandidos estavam armados com fuzis e escopetas.

Homem traído pela mulher se pendura na rede elétrica no Centro de Londrina

Ele tentou suicídio, mas não sofreu ferimento algum.

Filha de Silvio Santos pede demissão do SBT

Nesta quinta-feira (20) a apresentadora do "Bom dia e Cia", Silvia Abravanel, filha de Silvio Santos, surpreendeu a todos com um pedido de demissão. A confusão começou quando Silvia ficou indignada com uma fake news, falando que sua equipe teria ficado dispersa no programa de segunda-feira (17), pois a apresentadora teria faltado. Na quarta-feira (19), Silvia chamou no palco, ao vivo, membros de sua equipe para justificar sua falta. 
Derick Fernandeshttps://www.24horas.com.br
O jornalista Derick Fernandes é editor chefe do 24Horas
- Publicidade -

Cerca de quinze pessoas, entre pais de alunos e apoiadores, participaram de um protesto na portaria do Colégio Estadual Hugo Simas, no Centro de Londrina, na noite desta terça-feira (05).

O protesto aconteceu após a viralização de um vídeo onde a advogada Fernanda Leite Carvalhaes, mãe de uma aluna da instituição, reclama sobre a apresentação de uma peça teatral na noite de sexta-feira (01).

LEIA MAIS:

Segundo Fernanda, a peça teria sido uma doutrinação ideológica com incitação de invasão de escolas, boicote ao estado e com críticas à PM.

Durante a manifestação, duas mães de alunos tentaram falar com a direção do colégio, mas foram barrados pelo zelador.

AMEAÇAS

A reportagem do 24Horas conversou com uma servidora do colégio, que disse que a viralização do vídeo fez com que eles sofressem ameaças de todos os tipos.Ela preferiu ter o nome preservado por medo de retaliações. Comentários e telefonemas, segundo o relato, intimidaram professores e pedagogos da escola.

O Sindicato que represente os trabalhadores em educação no Paraná (APP-Sindicat0) emitiu nota oficial lamentando o constrangimento aos trabalhadores, e informou que acompanha o caso.

O deputado federal Glauber Braga (PSOL) também enviou um vídeo manifestando solidariedade aos educadores.

LEIA A NOTA DA APP SINDICATO

A APP Sindicato-Londrina, vem à público demonstrar indignação a respeito das denúncias e ataques aos trabalhadores da educação do Colégio Hugo Simas, disseminado pelas redes sociais de forma inadequada com o intuito de causar comoção na comunidade escolar, fato este que nos causa preocupação.

O Colégio Hugo Simas é histórico em Londrina e ao longo de sua história tem contribuído com o desenvolvimento educacional, cultural e social do Paraná, onde possui um quadro privilegiado e extremamente qualificado, tanto de sua equipe diretiva, pedagógica, de professores e funcionários.

E que cumprindo com toda a legislação educacional quer seja com a LDB, resoluções e leis do conselho nacional e estadual de educação, o PPT do estado do Paraná o PPP do colégio, que falam sobre as diversas temáticas obrigatórias as Diretrizes Curriculares Estaduais do Paraná, cedeu seu espaço para apresentação do FILO- Festival Internacional de Teatro de Londrina, reconhecido por sua contribuição internacional para a cultura.

Destacamos que quando se ataca uma instituição como o Colégio Hugo Simas de forma açodada e sem o conhecimento pormenorizado do ocorrido, ataca-se a toda Educação Básica do Paraná, à todos os trabalhadores em educação, a cultura e a arte tentando calar o direito a educação pública, gratuita, universal e laica e ao direito de cátedra do professor estabelecida na LDB.

São calúnias, denúncias sem fundamento e mentiras rancorosas carregadas de ódio contra professores e funcionários de nossas escolas. Atendemos cerca de 1.000.000 de alunos todos os dias nas mais de 2000 escolas públicas do Paraná e na região de Londrina mais de 30.000 alunos nas 140 escolas.

A educação está em perigo não pelos seus professores e funcionários que ganham péssimos salários, que trabalham em 4, 5, 6 escolas ao mesmo tempo, mas com o desmonte do sistema de ensino público retirando os direitos de hora atividade, reposição inflacionária, falta de estrutura para atendimento adequado aos alunos da rede.

Acompanharemos os desdobramentos dessas denúncias, respeitando o devido processo necessário para apuração das alegações, disponibilizando nosso departamento jurídico aos educadores, certos de que a verdade prevalecerá.

APP Sindicato – Londrina.

Assine nossa Newsletter

Receba diariamente as principais notícias do Paraná e do Brasil.

Comentários

#Face24H

- Publicidade -