Prefeito anuncia abrigos emergenciais para moradores de rua durante quarentena

Parceria com Arquidiocese disponibilizou locais de abrigo.

Leia também:

Maringá confirma as primeiras mortes por coronavírus no Paraná

Vítimas tinham 84 e 54 anos. Outras pessoas estão na UTI com suspeita da doença.

Londrina confirma mais três casos de coronavírus; Total vai a seis

Treze adultos e duas crianças estão em UTIs com suspeita da doença.

Governo do Paraná decide manter comércio fechado por mais dez dias

Cidades do Oeste foram na contramão das decisões do governador.
Derick Fernandeshttps://www.24horas.com.br
O jornalista Derick Fernandes é editor chefe do 24Horas

O prefeito de Londrina Marcelo Belinati anunciou nesta segunda-feira (23) em entrevista coletiva, um plano de amparo aos moradores de rua durante o período em que a pandemia de coronavírus durar.

Segundo o prefeito, uma parceria com a Arquidiocese de Londrina e a Secretaria Municipal de Assistência Social irá promover o acolhimento e alimentação dos moradores de rua que aceitarem a ajuda.

Entre as medidas, Belinati assinou um decreto que dobra o valor do benefício municipal destinado a pessoas carentes. O valor repassado pelo município será de R$ 184,00 por mês.

Prefeito e secretária de assistência social durante a coletiva – Foto: Divulgação / N.COM

O arcebispo dom Geremias Steinmetz informou que a Arquidiocese de Londrina disponibilizará três espaços para alocação das pessoas. Por motivos de segurança, a localização não foi informada. Cada abrigo irá acolher entre 20 e 30 pessoas.

Dom Geremias também pediu que, dentro das possibilidades, a população faça doações de alimentos não perecíveis, roupas, fraldas, lençóis e outros mantimentos para a igreja proporcionar melhores condições aos abrigados.

A paróquia Nossa Senhora Auxiliadora, na rua Dom Bosco, 55, no Jardim Maringá, estará aberta para receber as doações a partir de quinta-feira (26) das 09h às 17h.

“É importante fazermos o acolhimento das pessoas mais necessitadas e para isso contamos com a ajuda da Arquidiocese. Nossa cidade não seria nada sem suas igrejas e instituições. Nesse momento de recolhimento, pensamos naqueles que não tem onde ficar”, disse Belinati durante a entrevista.

Assine nossa Newsletter

Receba diariamente as principais notícias do Paraná e do Brasil.

Comentários

#Face24H

- Publicidade -