Santa Casa de Londrina será investigada pelo MP após surto de coronavírus

95 funcionários foram afastados. 15 confirmaram Covid-19.

Leia também:

Londrina vira assunto no Twitter por relatos de violência sexual entre jovens e adolescentes

Elas chamam a atenção para casos de violência e abusos, e pedem por Justiça.

Homem que estava em carro roubado morre em confronto na BR-369 em Cambé

Homem estava armado. Polícia encontrou droga no carro.
Derick Fernandeshttps://www.24horas.com.br
O jornalista Derick Fernandes é editor chefe do 24Horas
- Publicidade -

O Ministério Público do Trabalho (MPT) vai investigar a Santa Casa de Londrina para apurar se houve negligência do hospital com os funcionários. 95 profissionais do hospital, que trata casos de Covid-19, foram afastados das funções. 15 deles testaram positivo para a doença, informação que foi adiantada pelo 24Horas na quarta-feira.

O procurador Heiler Ivens de Souza Natali, do MPT, disse que a suspeita de negligência se dá por conta do alto número de pessoas contaminadas no mesmo local. Conforme o MPT, isso torna pouco provável que a contaminação tenha ocorrido fora da Santa Casa, o que pode indicar que houve algum tipo de negligência em relação ao protocolo de saúde.

+ CORONAVÍRUS: Londrina chega a 20 mortes

Funcionários que trabalham no hospital e preferiram não se identificar foram ouvidos pelo 24Horas. Eles alegam que as condições da unidade é precária, e que muitas vezes profissionais tem que usar roupa própria para entrar na Unidade de Terapia Intensiva ou em outros setores que exigem equipamentos de proteção.

Em nota, a Santa Casa de Londrina informou ontem que os casos teriam sido desencadeados por um paciente que chegou com uma fratura à unidade, não apresentava sintomas, e teve contato com vários outros profissionais. O paciente também ficou em uma sala de emergência com 57 outros pacientes que aguardavam atendimento.

A sala em questão tem capacidade para 12 pessoas. O Hospital argumenta que a lotação contribuiu para que houvesse o surto da doença.

A Santa Casa também diz que está cumprindo as determinações legais para o uso e distribuição dos equipamentos de proteção individual.

Fique ligado:

- Publicidade -