- Publicidade -
- Publicidade -

TCGL faz chantagem com população de Londrina e pressiona por passagem a R$ 4,60

Leia também:

Silvio Santos se envolve em processo de paternidade, e pode ser pai novamente

O apresentador Silvio Santos, também dono do SBT (Sistema Nacional de Televisão) poderá ser papai novamente.

Rapaz que morreu em acidente de kart estava feliz porque ia ser pai

Tragédia abalou amigos e familiares do rapaz.
Derick Fernandeshttps://www.24horas.com.br
O jornalista Derick Fernandes é editor chefe do 24Horas
- Publicidade -

LONDRINA – Em entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira (03), o prefeito de Londrina Marcelo Belinati (PP) comentou a decisão da Transportes Coletivos Grande Londrina (TCGL) em encerrar as atividades na cidade e demitir, em massa, cerca de 1.660 colaboradoras que atuam na empresa.

Belinati foi enfático: ‘Estamos acabando com o monopólio de 80 anos do transporte coletivo’. Os contratos com a TCGL e Londrisul encerram em 19 de janeiro de 2019.

O prefeito ainda garantiu que não faltará transporte. Com o contrato próximo do encerramento, pode haver um lapso, isso pelo fato que a vencedora terá 60 dias para assumir o serviço.

Prefeito Marcelo Belinati – Foto: RPCTV

A Grande Londrina, por sua vez, ao anunciar que não participaria do edital de licitação e encerraria as suas atividades, também deixou claro a intenção de negociar com o poder executivo para permanecer no serviço até que as vencedoras assumam – desde que haja o reajuste da tarifa dos atuais R$ 3,95 para R$ 4,60.

Belinati recusou e disse que não vai autorizar o reajuste:

— Povo de Londrina, vocês querem R$ 4,60 a tarifa? Eu não vou autorizar. Quanto mais alto o valor da passagem, maior é o lucro das empresas – ponderou.

CHANTAGEM

A Grande Londrina, que opera 85% das linhas da cidade, faz chantagem com a população ao anunciar seu encerramento. 1.660 pais e mães de família viram-se na iminência do desemprego, por pressão da mesma sobre a prefeitura, para que altere as regras do edital e beneficiem o lucro da TCGL.

Belinati recusou-se a renovar o contrato com a empresa por mais 15 anos, o que renderia a Grande Londrina cerca de R$ 2 bilhões e 100 milhões de lucro nos próximos anos.

LEIA TAMBÉM:

Assine nossa Newsletter

Receba diariamente as principais notícias do Paraná e do Brasil.

Comentários

#Face24H

- Publicidade -