SIGA O 24H

Maringá

Policial morre em acidente de carro na BR-376 em Marialva

Acidente aconteceu no Contorno Sul da cidade.

Publicado

em

Foto: Divulgação / PRF

Um policial militar de 25 anos morreu após sofrer um acidente de carro na tarde desta sexta-feira (08) na BR-376 em Marialva, na Região Metropolitana de Maringá.

Conforme a Polícia Rodoviária Federal (PRF), a vítima identificada como Vinícius Silva dos Santos sofreu ferimentos graves depois de colidir o carro que dirigia, um Audi A4, na traseira de um caminhão . O acidente aconteceu no Contorno Sul de Marialva.

Foto: Divulgação / PRF

Ele era lotado no Décimo Batalhão de Polícia Militar, em Apucarana, e prestava serviços na Companhia da PM em Jandaia do Sul. Segundo informações, o policial retornava de Maringá quando aconteceu a batida. Socorristas do Siate e Samu chegaram a ir ao local e até um helicóptero foi mobilizado para o atendimento, mas nada pode ser feito.

O motorista do caminhão não sofreu ferimentos. Ele passou pelo teste do bafômetro, que apontou resultado negativo da ingestão de álcool.

No local do acidente acontecem obras contratadas pela concessionária que administra a rodovia. As causas do acidente serão investigadas.

Foto: Arquivo pessoal

 

Publicidade

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Maringá

Mulher é presa suspeita de encomendar morte de enfermeiro em Maringá

Segundo a polícia, ela conhecia assassino e já havia namorado com ele.

Publicado

em

Foto: Arquivo pessoal

A Polícia Civil de Maringá prendeu na tarde desta quinta-feira (14) a esposa do enfermeiro Ubyara Delamura de Alencar, de 56 anos, encontrado morto carbonizado dentro do próprio carro depois de ser sequestrado na noite de quarta-feira (13) na Zona 7.

Segundo a polícia, Aline Tomaz Miranda disse que ela e o marido estavam em uma lanchonete e que foram surpreendidos por um homem quando deixaram o local por volta das 23h30.

O criminoso, conforme a suspeita, entrou na porta de trás do automóvel e ordenou que o marido tirasse o carro do local. A mulher foi deixada em uma rua do bairro Miozottis, e o marido levado com o sequestrador. Ainda de acordo com a polícia, ela acionou a PM e registrou boletim de ocorrência em seguida ao acontecido.

Por volta das 2h já da madrugada de quinta, os policiais encontraram o carro com um corpo queimado em uma estrada rural. A mulher contou à Polícia Militar que ouviu o sequestrador cobrando uma dívida de droga e que sabia que o marido fazia uso de entorpecentes.

Ubyara foi encontrado morto em uma estrada rural – Foto: Arquivo pessoal

Mas conforme o delegado Diego Almeida, responsável pelas investigações, a primeira impressão é que a vítima teria sido morta por uma dívida de drogas, mas a polícia suspeita que Aline tenha encomendado o assassinato, para poder ficar com o assassino e com a herança do marido.

DEPOIMENTOS

Na delegacia, a Aline entrou em contradição. Ao ser confrontada com informações, a jovem de 28 anos disse que informou ao executor o local onde eles estariam. E ainda contou que a intenção do suspeito seria de dar um susto no marido.

Dessa forma, a vítima se separaria da mulher, e ela poderia ficar com o amante.

A mulher negou participação no crime, que provocou consternação na cidade. Ela, porém, confirmou que namorou com o assassino quando ficou separada do enfermeiro, e ainda alegou que ele era um homem violento, mas que resolveu não denunciá-lo.

Mas a polícia diz que outras mensagens encontradas no celular da mulher indicam que eles se conheciam bem antes desse período.

Carro estava destruído pelo fogo – Foto: Pinga Fogo

HERANÇA

Segundo o delegado, a motivação do crime teria sido baseada na herança da vítima. A mulher se casou com o enfermeiro em regime universal de bens, e que quando eles moravam em uma casa avaliada em R$ 600 mil.

A Polícia Civil informou que a prisão do suspeito do crime também já está decretada. As investigações continuam para localizá-lo.

O enfermeiro trabalhava na Secretaria Municipal de Saúde de Maringá, e atualmente trabalhava no posto de saúde do Conjunto Requião.

Funcionários da unidade de saúde contaram que o homem era animado, sempre chegava no horário, e havia comentado recentemente que receberia valores de uma indenização.

Ubiranei Alencar, irmão da vítima, disse que desconfiou da mulher logo após o crime.

“Terrível demais. Um crime bárbaro. Na hora que eu soube, que eu vi como foi o assassinato, eu tinha certeza que era ela porque foi feito um casamento meio ‘às pressas’ e que havia a união universal de bens. Ficou bem claro desde o começo que ela tinha interesse em fazer isso. É uma história bem mal contata, um crime bem mal planejado. Graças a Deus ela foi presa e vai pagar. Eu quero justiça”, disse.

Com informações do G1

Leia Mais

Maringá

Enfermeiro é sequestrado e encontrado morto em Maringá

Corpo dele foi carbonizado dentro do próprio carro.

Publicado

em

Foto: Arquivo pessoal

A morte do enfermeiro Ubyara Delamura de Alencar, de 56 anos, provocou consternação em Maringá. O corpo dele foi encontrado carbonizado na madrugada desta quinta-feira (14) na Estrada Miosótis, continuação da Avenida Kakogawa, Zona Norte.

Segundo a Polícia Civil, o homem havia sido sequestrado na Zona 7 pouco antes. Ele estava acompanhado da esposa, que contou o caso aos policiais e disse que o casal foi surpreendido por um homem quando eles saíam de uma lanchonete. Conforme o relato, o homem entrou no carro deles e ordenou que a vítima seguisse até a estrada. No meio do caminho, a mulher da vítima foi liberada e pediu ajuda a moradores próximos.

Cerca de uma hora depois, o carro de Ubyara foi encontrado incendiado, e o corpo da vítima estava no interior do automóvel.

Carro estava destruído pelo fogo – Foto: Pinga Fogo

A Polícia Civil ainda não obteve informações da motivação do crime brutal, mas não é descartada a hipótese de crime passional.

Peritos da Polícia Científica e o Instituto Médico Legal (IML) foram acionados para colher informações e fazer a remoção do corpo da vítima.

Amigos descreveram o homem como uma pessoa do bem e sem problemas com vícios.

O caso segue sendo investigado.

Leia Mais

Maringá

Jovem perde a vida em acidente de moto na PR-317 em Maringá

Moto dele foi atingida por uma picape no início da manhã.

Publicado

em

Foto: Arquivo pessoal

Um grave acidente envolvendo uma moto e uma caminhonete registrado na madrugada desta quarta-feira (13) tirou a vida de um jovem identificado como Djonatan Lira da Silva, de 20 anos. O rapaz era morador de Floresta e estava a caminho do trabalho em Maringá, quando foi atingido por uma picape em alta velocidade.

Djonatan perdeu o controle da moto que pilotava, uma Honda Biz, e sofreu várias fraturas ao cair. Segundo o Siate, por conta da gravidade dos ferimentos ele morreu na hora. O acidente aconteceu nas proximidades do Distrito Floriano.

Câmeras de segurança da rodovia registraram o momento da batida. As imagens mostram que o jovem havia acabado de acessar a rodovia por uma alça de acesso, quando aparece a picape em alta velocidade. Duas pessoas que estavam dentro da caminhonete não sofreram ferimentos.

Eles contaram à equipe da Polícia Rodoviária Estadual (PRE) que não perceberam a motocicleta e que não deu tempo de frear, porque a moto de Djonatan estava com a lanterna traseira queimada.

O rapaz era casado e pai de um bebê. O corpo dele foi recolhido ao IML de Maringá.

Leia Mais
Publicidade

Curta o 24Horas