Empresário de Maringá desmaia após levar ‘mata leão’ de GM em ação de fiscalização da prefeitura

Situação aconteceu durante fiscalização da prefeitura.

Leia também:

Londrina vira assunto no Twitter por relatos de violência sexual entre jovens e adolescentes

Elas chamam a atenção para casos de violência e abusos, e pedem por Justiça.

Homem que estava em carro roubado morre em confronto na BR-369 em Cambé

Homem estava armado. Polícia encontrou droga no carro.
Derick Fernandeshttps://www.24horas.com.br
O jornalista Derick Fernandes é editor chefe do 24Horas
- Publicidade -

O dono de lava jato em Maringá desmaiou após ser imobilizado por Guardas Municipais durante uma ação de fiscalização da prefeitura. A situação aconteceu na tarde desta terça-feira (07) na Avenida Pedro Taques, no Jardim Alvorada.

Testemunhas disseram que o dono do lava jato foi abordado por fiscais por estar com o portão aberto. Segundo os relatos, o homem argumentou que não estava em atividade, e que também morava no local.

Mesmo assim a discussão se intensificou, e foi nesse momento que ele foi imobilizado pelos guardas que acompanhavam a equipe de fiscalização da prefeitura. Não havia nenhum veículo e nem piso molhado, sinalizando atividade de trabalho.

Ele permaneceu desacordado na calçada do estabelecimento, e acordou minutos depois. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionado, mas ele recusou atendimento.

Várias viaturas da Polícia Militar foram acionadas para prestar atendimento na ocorrência e muitas pessoas se aglomeraram no local. O caso foi encaminhado para a 9ª Subdivisão Policial de Maringá.

A prefeitura enviou uma nota, esclarecendo o episódio. O prefeito Ulisses Maia (PDT) lamentou as cenas que circularam pelas redes sociais.

Não aceito, não tolero e sou absolutamente contra qualquer tipo de violência. O episódio é inaceitável sobre todos os aspectos”, afirma o prefeito. Todos os procedimentos serão instaurados para apurar as circunstâncias dos fatos e evitar novos incidentes. “É um caso isolado no contexto do trabalho da Guarda Municipal, mas isso não miniminiza os fatos. Lamentável o que ocorreu”, acrescenta

Fique ligado:

- Publicidade -