fbpx
SIGA O 24H

Maringá

Suspeito de estuprar e matar estudante em Maringá é preso

Homem foi preso em cidade vizinha de onde aconteceu o crime e nega ter matado a jovem

Publicado

em

Foi preso na madrugada desta sexta-feira (10), na cidade de Mandaguari, Carlos Alberto Dias da Silva, de 29 anos. O homem era procurado pela polícia, suspeito de ter estuprado e matado a adolescente Jeniffer Tavares, de 16 anos.

O corpo da jovem foi encontrado seminu na manhã da última terça-feira (07), em uma rua pouco movimentada, na zona norte de Maringá. Segundos familiares, Jeniffer saiu de casa para uma festa e não retornou. Uma amiga que estava na mesma festa, disse que chamou a adolescente para ir embora, mas ela preferiu ficar no local na companhia de dois homens.

Inicialmente, a polícia suspeitou que dois homens estariam envolvidos na morte da jovem, mas na quarta-feira (08), após o depoimento de uma testemunha importante, a Polícia Civil passou a procurar apenas por Carlos Alberto.

Após ser preso, apontado como autor da morte de Jeniffer, Carlos Alberto nega o crime e alega que a garota morreu de overdose. Ainda segundo o suspeito, ele jogou o corpo de Jeniffer no matagal – local onde foi encontrada – após perceber sua morte.

O Instituto Médico Legal (IML) apontou que a adolescente foi estuprada, sofreu traumatismo craniano e asfixia por esganadura.

Jeniffer morava na Vila Morangueira, em Maringá e cursava o primeiro ano do ensino médio.

 

 

Publicidade
Publicidade

Curta o 24Horas

EM 24HORAS >