fbpx
SIGA O 24H

Paraná

Paraná registra 22 mortes por influenza desde o início do ano

Campanha de vacinação segue até o dia 31 de maio

Publicado

em

Relatório divulgado essa semana pela Secretaria de Estado da Saúde do Paraná (Sesa) mostra que, desde o início do ano, o Paraná registrou 74 casos graves de influenza, sendo que 22 desses casos evoluíram para a morte do paciente.

A campanha nacional de vacinação contra a gripe, começou no dia 19 de abril e continua até o dia 31 de maio. O informe da Sesa apresenta ainda, que até o momento, 61,51% de todos os grupos prioritários tomaram a vacina.

Do total dos confirmados no estado, a maior parte foi registrada entre os idosos, com 28,4% das ocorrências. Esse grupo (pessoas acima de 60 anos), é justamente uma das maiores preocupações do Ministério da Saúde, já que muitos tem uma noção errada de que a vacina pode causar um tipo de gripe. O órgão explica que o imunizante é feito com vírus inativo, incapaz de desencadear a doença.

A meta do Ministério da Saúde é imunizar 90% dos grupos de crianças com idade entre seis meses e cinco anos incompletos; gestantes (em qualquer período gestacional); puérperas (mulheres que tiveram parto recente, em até 45 dias); idosos, povos indígenas, professores, trabalhadores da saúde, portadores de doenças crônicas não transmissíveis, população privada de liberdade, adolescentes e jovens de 12 a 20 anos sob medidas socioeducativas, funcionários do sistema prisional e policiais civis e militares.

O Ministério da Saúde e a Sesa, alertam para os riscos da automedicação. Os sintomas da influenza são parecidos com o da gripe comum, com febre alta (acima de 38°), dor muscular, dor de garganta, dor de cabeça e tosse. Por isso, ao suspeitar da doença, deve-se procurar tratamento médico de imediato.

Publicidade
Publicidade

Curta o 24Horas

EM 24HORAS >