Um dos maiores traficantes do país é morto a facadas no Paraná

Leia também:

Londrina vira assunto no Twitter por relatos de violência sexual entre jovens e adolescentes

Elas chamam a atenção para casos de violência e abusos, e pedem por Justiça.

Incêndio de grandes proporções destrói antigo hotel no Centro de Curitiba

Prédio ficou completamente destruído e tinha risco de desabar.
Derick Fernandeshttps://www.24horas.com.br
O jornalista Derick Fernandes é editor chefe do 24Horas
- Publicidade -

Um bandido considerado de alta periculosidade. Mário Sérgio Arias, de 62 anos, morreu na tarde deste domingo de páscoa (21) no Hospital de Wenceslau Braz, no Norte Pioneiro do Paraná.

Arias estava na praça central de São José da Boa Vista, na mesma região, quando se envolveu em uma briga de rua e acabou sendo esfaqueado. O homem procurou atendimento médico na cidade vizinha, distante 24 km de onde estava, mas não resistiu. A briga também teve outro ferido, que sobreviveu.

Conhecido pelo vulgo ‘Panelão’, Mário Sérgio Arias foi preso pela última vez em dezembro de 2017 em Londrina, após ficar 5 anos foragido. Ele respondia a vários processos em São Paulo, Espírito Santo e Mato Grosso do Sul. Arias foi apontado como chefe de uma quadrilha que chegou a movimentar uma tonelada de cocaína ao mês.

O traficante também é acusado pela morte de sete policiais militares.

Um inquérito foi aberto pela Polícia Civil para apurar a autoria do homicídio. Segundo a Polícia Militar (PM) eles foram acionados após a briga, mas quando chegaram na praça os envolvidos não estavam mais no local. Testemunhas disseram que um homem conhecido como ‘Ninjinha’ seria o responsável pela facada que matou o traficante, conhecido localmente como ‘Serjão’.

Mesmo com buscas da PM nas redondezas, os suspeitos não foram localizados. Após isso, a PM recebeu a informação que dois homens deram entrada no Hospital São Sebastião, de Wenceslau Braz, com ferimentos a faca, e que Sérgio Arias teria morrido durante o atendimento. Arias foi golpeado no lado direito do tórax e o ferimento chegou a atingir veias do coração.

O corpo do homem foi recolhido ao Instituto Médico-Legal (IML), também em Wenceslau Braz.

Fique ligado:

- Publicidade -