29 C
Londrina

Homem em surto psicótico é morto pela Guarda Municipal em Londrina

Leia também:

Policial morre em confronto durante assalto a banco em Telêmaco Borba

Bandidos estavam armados com fuzis e escopetas.

Homem traído pela mulher se pendura na rede elétrica no Centro de Londrina

Ele tentou suicídio, mas não sofreu ferimento algum.

Filha de Silvio Santos pede demissão do SBT

Nesta quinta-feira (20) a apresentadora do "Bom dia e Cia", Silvia Abravanel, filha de Silvio Santos, surpreendeu a todos com um pedido de demissão. A confusão começou quando Silvia ficou indignada com uma fake news, falando que sua equipe teria ficado dispersa no programa de segunda-feira (17), pois a apresentadora teria faltado. Na quarta-feira (19), Silvia chamou no palco, ao vivo, membros de sua equipe para justificar sua falta. 
Derick Fernandeshttps://www.24horas.com.br
O jornalista Derick Fernandes é editor chefe do 24Horas
- Publicidade -

Um homem identificado como Adriano Neris, de 35 anos, morreu após ser baleado pela Guarda Municipal na madrugada desta quarta-feira (11) na rua Luiz Favoretto, no Belleville, bairro na Zona Norte de Londrina.

De acordo com informações da polícia, o homem estava em surto psicótico e teria atacado um GM com uma faca.

A princípio, o Samu foi acionado pelos pais do rapaz para socorrê-lo. No local, o Samu não conseguiu lidar com o estado alterado dele e pediu apoio da Guarda Municipal.

Em um primeiro momento, os guardas tentaram acalmá-lo, mas sem sucesso, utilizaram arma de choque para imobilizar Adriano. Mesmo após ser atingido pelo choque, o homem não se rendeu e se escondeu nos fundos da residência onde estavam guardadas ferramentas que poderiam ser usadas por ele.

Em uma segunda tentativa de imobilizá-lo, novamente a arma de choque foi usada, mas mais uma vez não surtiu efeito. Foi neste momento que um guarda pulou em Adriano e tentou algemá-lo, mas acabou sendo esfaqueado pelo homem duas vezes na região da cabeça.

Outros dois guardas que estavam na ocorrência, decidiram efetuar os disparos que mataram Adriano. O Siate chegou a ser acionado, mas o rapaz morreu antes da chegada dos socorristas.

O Guarda Municipal que ficou ferido no atendimento foi levado ao Hospital do Coração, sem risco de morte.

Segundo o pai do homem, ele era usuário de drogas e há anos a família sofria com o comportamento do homem. Ele já chegou a ser internado várias vezes, porém sem resultados.

O corpo foi recolhido ao IML de Londrina.

Assine nossa Newsletter

Receba diariamente as principais notícias do Paraná e do Brasil.

Comentários

#Face24H

- Publicidade -