SIGA O 24H

Londrina e região

Belinati acelera obras para aumentar popularidade em Londrina

Prefeito tenta destravar investimentos para elevar imagem para 2020

Publicado

em

LONDRINA – O prefeito Marcelo Belinati (PP) corre contra o tempo. Com os números aprovação da gestão patinando, o executivo busca alterativas para destravar investimentos cruciais para a cidade, como obras de infraestrutura, a exemplo do que acontece na Dez de Dezembro, onde um viaduto está sendo construído.

Desde que assumiu como prefeito em 2017, Belinati conseguiu executar algumas promessas, mas ainda há frustrações. A cidade perdeu a vanguarda no Norte do Paraná, e viu Maringá disparar em crescimento, enquanto Londrina tenta desatar nós de gestões passadas, como o reajuste do IPTU e a requalificação no sistema de transporte coletivo, que é alvo de batalha judicial entre poder público e a empresa TCGL.

Outro problema crônico enfrentado por Belinati é o descrédito da população na Prefeitura Municipal por causa da falta de competitividade do município. Poucas empresas de porte industrial se instalaram em Londrina nos últimos anos, e o desemprego fez-se cada vez mais uma situação de emergência. Para isso, o prefeito busca acelerar investimentos previstos e elevar sua popularidade para 2020.

Dentre a série de obras prometidas estão as reformas dos terminais de integração, a zeladoria urbana e a conclusão das obras do Arco-Leste, que deve impulsionar o desenvolvimento da região leste e sul de Londrina.

Belinati também vem dando atenção especial à questão de saúde, um dos maiores desafios da sua gestão, uma vez que o prefeito é médico e foi muito criticado diante de problemas no sistema. Atualmente, Londrina revitaliza postos de saúde, constrói outros e investe pesado em estrutura e contratação de médicos, mas os resultados do trabalho ainda são tímidos aos olhos da população.

O descontentamento em muito se dá também por conta da zeladoria urbana. Em algumas regiões, praças estão há 30 anos sem revitalização, obras de duplicação de avenidas estão paralisadas e a qualidade do asfalto deixa a desejar. Para contornar essa situação, Belinati deposita empenho para concluir outras obras, como a duplicação da Amintas de Barros e da Faria Lima. Além disso, planta flores em canteiros e rotatórias para deixar mais evidente o esforço para ganhar a simpatia do londrinense.

A questão é que ainda há muito por fazer. Em uma pesquisa de campo, o 24Horas apura que dentre as maiores demandas para o cidadão é a execução de obras grandes, como o Contorno Norte e a tão falada Cidade Industrial de Londrina (CILON), que promete trazer novas indústrias e gerar emprego de alto rendimento. Outra demanda está relacionada ao transporte público, uma vez que o modelo atual está defasado e não atende mais as necessidades de uma cidade do porte de Londrina.

Para fazer acontecer, Marcelo Belinati precisa de jogo de cintura, criar uma equipe de inovação, e implantar projetos pioneiros na cidade – para assim, a auto-estima da população levantar, e ele, por sua vez, tentar um segundo mandato em 2020. Caso continue nesse ritmo, porém, a tendência é um aumento tímido na popularidade, o que pode custar a confiança do eleitor numa possível reeleição à prefeitura.

Publicidade
Publicidade

Curta o 24Horas

EM 24HORAS >