fbpx
PUBLICIDADE
Política

Deputado Boca Aberta protocola pedido de cassação de Rony Alves

Ofício será analisado antes de ser enviado à mesa diretora da Câmara

LONDRINA – O deputado federal Boca Aberta (PROS) e o deputado estadual Boca Aberta Júnior (PRTB), protocolaram, nesta segunda-feira (11), na Câmara Municipal de Londrina, o pedido de cassação do mandato do vereador Rony Alves (PTB).

Alves é réu na Operação ZR-3, que investiga esquema de pagamento de propina a agentes políticos e públicos em contrapartida na mudança de zoneamento na cidade.

Os advogados que representam os deputados alegam que Rony incorreu em quebra do decoro parlamentar quando foi preso pelo Gaeco, por supostamente ameaçar uma testemunha da ZR-3, o agricultor Júnior Zampar. O próprio empresário denunciou Alves, e disse que as ameaças aconteceram em uma agência bancária.

Rony Alves > Vereador está afastado desde o ano passado – Foto: Arquivo / Paiquerê

DESAFETOS POLÍTICOS

Emerson Petriv (Boca Aberta) e Rony Alves não se dão bem desde que iniciaram o mandato na Câmara. Rony era duramente criticado por Petriv, e acabou se tornando o relator da Comissão Processante que culminou na cassação do mandato de Boca Aberta, por causa de uma vaquinha virtual.

No início do ano passado, porém, Rony Alves foi preso juntamente com o então presidente da Câmara de Londrina, Mario Takahashi (PV), também envolvido no esquema investigado pela ZR-3. Desde essa época, Alves e Takahashi foram afastados dos cargos, mas continuam recebendo seus salários. Eles são apontados pelo Ministério Público como ‘chefes’ do esquema.

TRAMITAÇÃO

O pedido de cassação protocolado pelos deputados serão encaminhados ao conhecimento do plenário, e depois para análise da procuradoria jurídica, que vai emitir um parecer sobre a matéria. Só aí é que a representação será enviada à Mesa Diretora, que decidirá por colocar ou não o pedido em votação no plenário.

Rony Alves não se manifestou sobre o pedido.

Leia também

Botão Voltar ao topo
Fechar