Política

Projeto exige que médicos batam ponto a cada meia hora no Paraná

O texto ainda prevê a proibição do uso de Smartphone durante plantões.

Um projeto do deputado estadual Boca Aberta Júnior (PROS) pretende transformar em lei a obrigatoriedade de os médicos baterem o ponto a cada meia hora, durante os plantões nas unidades de saúde e hospitais de todo Paraná.

Segundo o deputado, a intenção da proposta é coibir que os profissionais durmam durante o serviço, especialmente nos plantões noturnos. O projeto de lei está sendo debatido na Assembleia Legislativa do Paraná, e caso aprovado, ainda prevê a proibição do uso de aparelhos eletrônicos (Smartphone, Tablet) no horário de trabalho.

VEJA O PROJETO DE LEI:

Boca Aberta Júnior salienta que no sistema privado de saúde as regras são essas, e que com isso, a eficiência do atendimento ao cidadão será melhorada. Ainda também reforça que por várias vezes, médicos foram flagrados dormindo durante os plantões ou jogando ‘paciência’ enquanto vários pacientes aguardavam atendimento.

Dois casos mais recentes foram registrados. O primeiro foi em Jataizinho, na região metropolitana de Londrina, onde o deputado federal Boca Aberta (PROS/PR) flagrou um médico dormindo durante o plantão. O caso ganhou grande repercussão e dividiu opiniões sobre os direitos dos médicos descansarem durante longas jornadas de trabalho.

Outro caso foi registrado em Ampére, e flagrou um profissional médico jogando paciência enquanto várias pessoas aguardavam atendimento na Unidade de Saúde do município, no oeste do Paraná.

VEJA O VÍDEO

Publicidade

AGORA NO 24H:

Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios