22 C
Londrina

PT processa Filipe Barros no Conselho de Ética da Câmara dos Deputados

Leia também:

Policial morre em confronto durante assalto a banco em Telêmaco Borba

Bandidos estavam armados com fuzis e escopetas.

Homem traído pela mulher se pendura na rede elétrica no Centro de Londrina

Ele tentou suicídio, mas não sofreu ferimento algum.

Filha de Silvio Santos pede demissão do SBT

Nesta quinta-feira (20) a apresentadora do "Bom dia e Cia", Silvia Abravanel, filha de Silvio Santos, surpreendeu a todos com um pedido de demissão. A confusão começou quando Silvia ficou indignada com uma fake news, falando que sua equipe teria ficado dispersa no programa de segunda-feira (17), pois a apresentadora teria faltado. Na quarta-feira (19), Silvia chamou no palco, ao vivo, membros de sua equipe para justificar sua falta. 
Derick Fernandeshttps://www.24horas.com.br
O jornalista Derick Fernandes é editor chefe do 24Horas
- Publicidade -

O Partido dos Trabalhadores (PT) disse que irá processar o deputado federal Filipe Barros no Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara dos Deputados, em Brasília. O deputado confirmou a informação através de sua conta no Twitter e minimizou a intenção do PT.

Segundo Barros, o processo ocorre após ele questionar o senador Humberto Costa (PT/PE) sobre supostos apelidos encontrados na planilha da Odebrecht. O senador estava sendo investigado desde 2017 por supostamente ter recebido propina de R$ 591 mil da empreiteira para influenciar no direcionamento de contratos com a Petrobrás.

Em março deste ano, o ministro Luiz Edson Fachin, do STF, determinou o arquivamento definitivo da investigação contra o petista. Fachin seguiu a recomendação da Procuradoria-Geral da República que considerou não haver elementos mínimos para prosseguimento das investigações. O senador à época da abertura do processo disse que estava à disposição para prestar esclarecimentos.

LEIA TAMBÉM:
Filipe Barros deve disputar prefeitura de Londrina pelo partido de Bolsonaro

Nas planilhas da Odebrecht, Costa estaria identificado como ‘Drácula’. O apelido, segundo a delação de Marcelo Odebrecht ao Ministério Público, indicava os repasses ao senador. Na mesma planilha, o ex-presidente Michel Temer foi citado como sendo “Vampirão”.

Procurado pelo 24Horas para comentar as declarações de Filipe Barros, o senador Humberto Costa preferiu não comentar o assunto.

O senador Humberto Costa (PT/CE) – Foto: Arquivo

Assine nossa Newsletter

Receba diariamente as principais notícias do Paraná e do Brasil.

Comentários

#Face24H

- Publicidade -