fbpx
URGENTE
Tendência

Tiago Amaral se abstém e ajuda a manter aposentadoria de R$ 33 mil a oito ex-governadores

Para ser aprovada, proposta precisaria ter 33 votos favoráveis.

Tiago Amaral e outros cinco deputados estaduais ajudaram na manutenção do pagamento de R$ 33 mil mensais a oito ex-governadores do Paraná. Tiago, eleito deputado por Londrina, se absteve da votação que acabaria com o benefício, pago de forma vitalícia inclusive a ex-primeiras-damas (viúvas).

Além de Tiago, se abstiveram os deputados Arilson Chiorato (PT), Artagão Júnior (PSB), Goura (PDT), Tadeu Veneri (PT) e Tião Medeiros (PTB).

O presidente da Assembleia Legislativa, Ademar Traiano (PSDB) só vota em caso de empate.

O Paraná gasta cerca de R$ 4,5 milhões por ano somente com aposentadoria de ex-governadores. O estado é o terceiro que mais onera os cofres públicos com o benefício.

Mesmo aqueles que ficaram por pouco tempo no cargo, como Orlando Pessuti (atual presidente do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul) e Cida Borghetti, que perdeu a reeleição em 2018, tem direito ao pagamento.

Até mãe do ex-governador Beto Richa, Arlete Richa, recebe a aposentadoria como viúva do ex-governador José Richa. Vale lembrar que Beto também recebe os R$ 33 mil mensais.

TIAGO DIZ QUE VOTOU A FAVOR

De fato, votou a favor pelo fim da aposentadoria ao atual e futuros governadores. Mas isso representaria apenas uma economia futura ao estado, que continua a arcar com o benefício vitalício ao ex-governadores.

A proposta completa, apresentada pelo deputado Homero Marchese, contempla o encerramento dos pagamentos a todos os ex-governadores e os futuros.

Uma nova votação no dia 28 de maio vai definir o resultado final da questão.

Um Comentário

  1. Infelizmente na nossa política, sempre tem os que votam em situações não muito claras. Só se preocupam de 04 em 04 anos, para tentar a eleição.

Leia também

Botão Voltar ao topo
WP Twitter Auto Publish Powered By : XYZScripts.com
Fechar