ÉTICA JORNALÍSTICA

O 24Horas é uma empresa jornalística séria: a informação de qualidade é o principal produto oferecido, e, como tal, orienta nossas ações. O código de conduta abaixo se aplica a todos os funcionários do 24Horas – que se comprometem estar a serviço da informação; essa, por sua vez, a serviço do público leitor. Os descumprimento das normas aqui descritas deverá ser comunicado imediatamente à alta direção por quaisquer meios, inclusive anonimamente.

1. RELAÇÃO ENTRE PROFISSIONAIS DO 24HORAS

O 24Horas é uma empresa que preza pela pluralidade, que não admite discriminação em nenhuma forma. A todos os funcionários são garantidas condições iguais de trabalho e crescimento. As contratações são feitas com base nas habilidades profissionais dos postulantes, não importando nenhum outro fator. Entretanto, podem ser beneficiados candidatos de determinado sexo, cor, origem ou idade para que a equipe reflita a diversidade de pontos de vista presentes na sociedade. O 24Horas não admitira episódios de discriminação ou assédio protagonizadas por seus funcionários. Todas as relações são obrigatoriamente pautadas pelo respeito. A obediência à hierarquia é princípio básico para o bom funcionamento da Redação. A chefia deve tomar decisões e ser responsável por elas.

2. RELAÇÃO COM ENTREVISTADOS

O jornalista do 24Horas deve estar sempre a serviço da notícia de interesse público e social. Isso não diminui o compromisso de honestidade e transparência com suas fontes: como regra, toda entrevista deve ser anunciada como tal, e todo entrevistado tem o direito de saber como ele próprio ou suas informações serão tratadas no noticiário. O cidadão tem direito à privacidade na mesma medida em que uma figura politicamente exposta tem o dever de prestar contas. As relações de amizade com fontes devem ser comunicadas pelos repórteres à chefia de redação e levadas em conta quando da atribuição de pautas. A empresa não tolera episódios de assédio de qualquer natureza a seus profissionais. Condutas inadequadas de fontes serão comunicadas à administração, que tomará as providências apropriadas para que não ocorram novamente. Nenhuma notícia é mais importante para o 24Horas do que a integridade física e moral de seus colaboradores. O jornalista do 24Horas não pode receber presentes, descontos em compras de produtos, convites para almoços, jantes, viagens ou vantagens de qualquer natureza que coloquem em risco a independência da cobertura jornalística do jornal digital.

3. RELAÇÃO COM ANUNCIANTES, ASSINANTES E PATROCINADORES

Nossos parceiros comerciais são fundamentalmente importantes para o sucesso da operação jornalística, vez que garantem a independência financeira do 24Horas. Sua relação com a empresa é estritamente comercial, e se dá apenas com os funcionários dessa área. O investimento no 24Horas é comprovado por documentos fiscais válidos. Nenhum benefício além do contratado poderá ser acertado com a equipe comercial do 24Horas. Também, os jornalistas do 24Horas não devem considerar nenhuma relação comercial com a empresa quando definirem suas pautas ou orientarem suas coberturas profissionais.

4. RELAÇÃO COM O PÚBLICO

O 24Horas e funcionários devem sempre a transparência e honestidade ao público. Esta é a única forma de construir uma relação de confiança indispensável no jornalismo profissional. Os comentários da audiência serão levados em conta no que contribuírem para a melhora na atividade jornalística. O leitor pode enviar e-mail para redação, contatar o autor da postagem e escrever para todos os canais do 24Horas em redes sociais, ou até mesmo enviar comentários com o botão ‘Algo Errado’ em cada texto. A equipe manterá o diálogo respeitoso com leitores em redes sociais e avaliará sempre se é preciso responder a mensagens agressivas e que não agreguem. Nenhum jornalista do 24Horas deve expor posicionamentos político-partidários ou ideológicos em redes sociais, especialmente sobre temas que são alvo de cobertura do 24Horas. Toda postagem é publica em alguma medida, e as declarações da equipe do 24Horas serão tomadas como posicionamento do jornal.